Tag Archives: socialista

O corolário de um governo de malfeitores.

Com polícias destes, quem precisa de bandidos?

O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem caráter, e dos sem ética…
O que mais preocupa é o silêncio dos bons.
Martin Luther King.

Advertisements

O grande democrata.

Os acontecimentos, ontem, quinta-feira 26 de Maio:

Algumas dezenas de pessoas concentraram-se nas imediações do comício do PS em Faro, no Largo da Pontinha, em protesto contra a política do Governo, designadamente a cobrança de portagens na Via do Infante, a A22.
Enquanto discursou o primeiro orador do comício, o líder do PS/Faro, Miguel Freitas, ouviu-se do exterior um coro de assobios, mesmo quando este dirigente procurou atribuir a responsabilidade ao PSD pela decisão de se começar a cobrar portagens na Via do Infante.
Os manifestantes traziam faixas onde se podia ler “portagens na A22 não”, “auditorias às contas públicas já” ou “estamos fartos de ser roubados”.
A PSP fez uma detenção e identificou alguns membros do grupo. Ainda antes de o secretário-geral do PS, José Sócrates, abandonar o Largo da Pontinha, os agentes da polícia começaram a identificar alguns dos elementos que empunhavam cartazes e que assobiavam em reacção aos discursos dos oradores.
(1)

A democracia segundo Sócrates

A opinião do grande democrata sobre os acontecimentos:


Para José Sócrates, a manifestação realizada à porta do seu comício foi própria de pessoas que “não sabem o que é a democracia, nem o direito de manifestação por parte dos partidos”.
(1)

O que diz a Constituição do país onde o grande democrata é primeiro-ministro:

Artigo 45.º – (Direito de reunião e de manifestação)
1.Os cidadãos têm o direito de se reunir, pacificamente e sem armas, mesmo em lugares abertos ao público, sem necessidade de qualquer autorização.
2.A todos os cidadãos é reconhecido o direito de manifestação.

Conclusão:

Que pena o grande democrata já não ter tempo até dia 5 de Junho para mandar rever a Constituição da República Portuguesa, ordenando a exclusão destes artigos ostensivamente contrários ao seu mais elevado conceito de democracia.

(1) Confusão marcou comício de ontem à noite do PS, por Lusa, 27 de Maio de 2011, Visão

A liberdade de imprensa segundo a gente do ‘querido líder’.

… O caso remonta a 18 de Fevereiro, quando Sofia Branco recusou escrever ou editar uma notícia sobre a reacção do primeiro-ministro (PM) às declarações do presidente do grupo Jerónimo Martins. Um assessor de José Sócrates contactou uma jornalista da agência, atribuindo ao PM a declaração “não basta ser rico para ser bem educado”, uma frase que Sócrates diria no dia seguinte a vários jornalistas. Sofia Branco foi demitida por quebra de confiança, alega a direcção de Informação. (CM, 13-04-2011)
.
Demissão polémica na Lusa - notícia CM 13-04-2011
.
Um “norte-coreano” atentado à liberdade de imprensa. Os portugueses têm que se ver livres desta gentalha o mais depressa possível. E depois, já sem a protecção do poder, levá-los à justiça.

Os cidadãos estão sedentos de democracia

porque Portugal é actualmente, não uma democracia como se afirma, mas um caudilhismo socialista apoiado numa oligarquia partidária. Os dirigentes partidários consideram-se uma espécie de “aristocracia do regime” e esqueceram-se por completo que a democracia é “o governo do povo, pelo povo e para o povo“.
.

Tranquibérnias finais dos rosilhos.

Governo assina contrato de investimento de 10,9 milhões de euros com a J.P. Sá Couto

21 Março 2011 | 11:33
Jornal  de Negócios

Pequena alegoria do Portugal socialista 2011.

Portugal socialista 2011
.
.
.

Evolução do nível de flutuação:
PS: 27,8%Aximage, 1-3 Fev, N=600, Tel.
PS: 30,3%Eurosondagem, 19-21 Jan, N=1548, Tel.
PS: 30,8%Intercampus, 16-19 Jan, N=1004, Presencial

Novos avanços do Estado Social(ista).

Estado Social em PortugalO Ministério da Saúde vai retirar a comparticipação de todos os medicamentos não sujeitos a receita médica, uma medida que entrará em vigor a partir do final de Março de 2011. Esta é uma das medidas que visam a redução da despesa pública no sector da Saúde, com vista à consolidação orçamental prevista na lei do Orçamento do Estado para o próximo ano. …
(Remédios sem receita perdem a comparticipação, 28 Dezembro 2010, Correio da Manhã)

O “Jornal de Negócios” escreve que o Governo vai limitar o acesso gratuito de desempregados e pensionistas ao Serviço Nacional de Saúde. Desde o Verão que está definido que a isenção de taxas moderadoras passaria a dependr dos rendimentos globais, mas só agora se sabe quem fica de fora.
Actualmente, todos os desempregados inscritos nos centros de emprego, bem como os seus cônjuges e filhos menores, têm direito a isenção no pagamento de taxas moderadoras. A partir de 1 de Janeiro, apenas os desempregados que recebam rendimentos não superiores ao salário mínimo (485 euros) terão acesso gratuito aos hospitais. …

(Desempregados e reformados vão perder saúde gratuita, 28/12/2010, Diário de Notícias)

A governação socialista em imagens – 2.

Governação socialista (2)

A governação socialista em imagens – 1.

Governação socialista

A Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico.(3)

Termina na próxima segunda-feira, 15 de Novembro de 2010, o prazo para subscrever a ILC contra o Acordo Ortográfico.

.

Um último aviso e apelo. Se acha que escrever assim:

De fato o fato do espetador assentava-lhe muito bem. Quando chegou à receção da suntuosa casa de espetáculos a rececionista não se conteve sem lhe dizer:
– Ó Antônio a atriz que engraçou contigo hoje não tira os olhos de ti.
Ele sorriu e num ato irrefletido deu uma gargalhada que se ouviu na seção ao lado que ficava no mesmo setor onde o diretor de espetáculos recebia os espetadores, e não se conteve sem exclamar:

lhe convém, então não, repito, NÃO subscreva a ILC contra este aborto acordo ortográfico que lhe querem impor. Se, pelo contrário, prefere continuara a escrever assim:

De facto o fato do espectador assentava-lhe muito bem. Quando chegou à recepção da sumptuosa casa de espectáculos, a recepcionista não se conteve sem lhe dizer:
– Ó António a actriz que engraçou contigo hoje não tira os olhos de ti.
Ele sorriu, e num acto irreflectido deu uma gargalhada que se ouviu na secção ao lado que ficava no mesmo sector onde o director de espectáculos recebia os espectadores, e não se conteve sem exclamar:

então, faça a si mesmo o favor de ir imediatamente assinar a coisa.