Monthly Archives: November 2010

Só mais e melhor democracia pode salvar este país…

da total submissão política e económica.

.

A boa oportunidade para a democracia semi-directa em Portugal.

Advertisements

Villains & Thieves: cantemos com os irlandeses.

Parece que, afinal, os portugueses têm mais coisas em comum com os irlandeses do que aquilo que lhes querem fazer crer.

.

.
encontrado aqui

Renova-me / Renew me.

.
Renew me, oh Lord Jesus,
I no more want to be the same.
Renew me, oh Lord Jesus,
Put in me Your holy heart.
.
Because all there is within me,
needs completely to be changed, oh Lord.
Because all there is within my heart,
needs a whole lot more of You.
.

A criminosa negligência dos falsos humanitários governantes mundiais no Haiti.

No início deste ano de 2010, mais precisamente no dia 12 de Janeiro, ocorreu um violento terramoto no Haiti que causou aproximadamente 250 mil mortos e 1,3 milhões de desalojados.

Aproveitando o grande espectáculo da comunicação social que então foi montado, dezenas de presidentes, primeiros-ministros e quejandos vieram prometer mundos e fundos de ajuda. Os oportunistas do costume, brilharam sob as câmaras das televisões e em entrevistas de primeira página nos grandes jornais.

Nove meses volvidos, em meados de Outubro passado, é declarada uma epidemia de cólera. Em meados de Novembro, um relatório oficial do Ministério da Saúde haitiano reporta que mais de 72 mil pessoas contaminadas tinham já sido atendidas em hospitais pelo país. O número de mortos em consequência da doença era ontem (27 de Novembro), também segundo dados oficiais, 1648 e a OMS prevê que o número de pessoas infectadas possa atingir as 400 mil em pouco tempo devido à rápida propagação da doença, das quais poderão resultar cerca de 9 mil mortos se a taxa de mortalidade se mantiver a mesma.

Pacientes com cólera recebem tratamento em hospital no vilarejo de Limbe, no Haiti (24/11/2010)

Pergunta: Porque está isto a acontecer?

O que se sabe sobre a situação actual desta gente cujo sofrimento nunca mais pára*?

1.
Dez meses depois do terremoto que matou milhares de pessoas no Haiti (…) grande parte da população continua morando nos cerca de 900 acampamentos espalhados pela região de Porto Príncipe. No que já foi uma praça pública na localidade de Delmas, região metropolitana da capital, cerca de 50 mil pessoas vivem em tendas ou em barracos de latão, lona, pano e até plástico.
No Acampamento Jean Marie Vincent, o esgoto corre por valões a céu aberto, os banheiros são coletivos e os banhos são tomados em pequenos compartimentos, com piso de madeira e paredes de lona, sem qualquer ligação com redes coletoras de esgoto. Além disso, o lixo fica espalhado pelo chão e a água potável, distribuída por organizações não governamentais e organismos internacionais, nem sempre é suficiente para todo mundo. …

2.
A Organização das Nações Unidas (ONU) recebeu apenas US$ 19,4 milhões dos US$ 164 milhões pedidos para o Haiti, que vem sendo devastado por uma epidemia de cólera.
Ao lamentar a lentidão da reação dos países doadores, a porta-voz da Agência de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU, Elisabeth Byrs, disse que a quantia está longe de ser significativa para a compra de remédios e alimentos para a população haitiana…

Resposta: Porque os governantes dos países que, pressurosos, prometeram mundos e fundos de ajuda não cumpriram as promessas – são mentirosos, e com as suas mentiras tornam-se criminosos que acrescentam milhares de mortos aos provocados pelas catástrofes naturais.

*A passagem pelo Haiti do furacão Tomas nos dias 4 e 5 de Novembro viria a causar mais 21 mortos, 36 feridos, 6000 desalojados e a destruição de mais 800 casas, bem como de muitas plantações agrícolas.

Deus do Impossível.

«Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei-de aliviar-vos. …» (Mateus 11, 28)
.
.

Notícia de invisibilidade seguida de citações sobre cobardes e cobardia.

Sócrates invisível em dia de greve
24/11/2010, DN Portugal
.

Aconteceu o que já era esperado.

velho desktop.curto-circuito
.
crash .sono comatoso
.
Ainda cheguei a pensar que era apenas a falência da fonte de alimentação mas… não: a coisa parece ser bastante mais grave desta vez e o diagnóstico é muito reservado.
Backups em dia, não se perdeu trabalho ou documento importante, mas apenas(!) muitas horas de configurações e personalizações.
Descansa em paz, meu velho computador de secretária.
.
Nota: E, é em instrumentos destes que os deslumbrados pela “modernidade” põem toda a sua confiança… no futuro. Eh, eh, eh…

É só para recordar que os bancos portugueses…

Governador do BdP (a pensar no seu ordenado)não só passaram também nos tais testes de stresse, como ainda “revelaram um elevado grau de resistência ao cenário adverso”.

.

Os portugueses e portuguesas podem ir dormir descansados e confiantes, lançando de passagem uma grande gargalhada irónica* aos pessimistas que escrevem coisas como esta:

… The PIIGGS as they have come to be known (Portugal, Ireland, Italy, Greece, Great Britain, and Spain) are all broke. The government is broke and the people are broke. The “solution” is to print money. The result of printing money will be inflation. The result of inflation will be higher interest rates. The result of higher interest rates will be more bankruptcies. This is economics 101. The governments know this and are responsible for it. They simply seek to defer, slow, lengthen, and in the end worsen the collapse. …
(Irish EU bailout spooks bank holders; banks lose 17pc deposits amid bank run, November 20th, 2010, The Coming Depression)
…….
*A ironia é uma arma terrivelmente precisa e eficaz: só atinge aqueles a quem é dirigida.

Ainda bem que os bancos da Irlanda…

Bank of Irelandpassaram nos testes de stresse.

.

.

.

Doutro modo, os irlandeses ainda eram capazes de vir a ter problemas sérios…

Here is love, vast as the ocean.

(Eis amor tão vasto como o oceano)
.

Antes de mais, ficai a saber que, nos últimos dias, hão-de vir uns impostores trocistas, que viverão segundo as suas más paixões e, troçando, vos perguntarão: «Em que fica a promessa da sua vinda? Desde que os pais morreram, tudo continua na mesma, como desde o princípio do mundo!»
(2Pedro 3, 3-4)

.
.
Depois, será o fim: quando Ele entregar o reino a Deus e Pai, depois de ter destruído todo o principado, toda a dominação e poder.
(1Coríntios 15, 24)
.

eschatai mnerai (os últimos dias), eschátos krónos (o último tempo), acharit hayamim (fim dos dias)