Tag Archives: crime

Eis o que acontece quando se transforma o dinheiro em dívida.

Lembre-se, o dinheiro é dívida desde que o padrão ouro foi retirado. O que existe actualmente em circulação no mundo não é dinheiro mas tão só promessas de pagamento de dívida, sob a forma de notas de banco, cheques, ordens de pagamento e outras promissórias.

Visualize a monstruosidade resultante – nesta sequência de imagens apenas para o grupo de países em que somos incluídos, os GIPSI-Grécia, Itália, Portugal, Espanha (Spain) e Irlanda, mas é possível explorar o sítio para visualizar outras monstruosidades ainda maiores.

Perceba, finalmente, como é que os bancos atiraram para cima dos contribuintes (de si) a monstruosidade que eles próprios criaram.
Bailouts, stimulus packages, debt piled upon debt…Where will it all end?
How did we get into a situation where there has never been more material wealth & productivity and yet everyone is in debt to bankers?
And now, all of a sudden, the bankers have no money and we the taxpayers, have to rescue them by going even further into debt!

You control the debt, you control everything.

Controlar a dívida é controlar tudo.

.

(…) You see, the real value of a conflict, the true value, is in the debt that it creates.
You control the debt, you control everything. (…)
This is the very essence of the banking industry: to make us all, wether we be nations or individuals, slaves to debt. (…)

(…) Veja, o valor real de um conflito, o verdadeiro valor, é a dívida que cria.
Controlar a dívida é controlar tudo. (…)
Isto é a própria essência da actividade bancária: fazer de todos nós, quer sejamos nações ou indivíduos, escravos da dívida. (…)

O corolário de um governo de malfeitores.

Com polícias destes, quem precisa de bandidos?

O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem caráter, e dos sem ética…
O que mais preocupa é o silêncio dos bons.
Martin Luther King.

O que impede Portugal de sair da crise económica? (2)

continuado daqui (1)

1. A cultura da fraude.
1.2. Um caso público com múltiplas ligações.

O caso de Amadeu Lima Carvalho, indiciado dos crimes de burla, falsificação de documentos e fraude fiscal, que veio a público pelos idos de Março de 2007, passou quase despercebido por causa destoutro semelhante do inenarrável ex-primeiro-ministro José Sócrates Sousa.
Ambos os escândalos têm em comum a sua ligação à Universidade Independente (UnI), mas divergem na aplicação das medidas preventivas judiciárias, pois Amadeu foi preso preventivamente e José não foi. (A igualdade perante a lei em Portugal continua a ser interpretada segundo a orweliana ideia de que uns são mais iguais do que outros.)

O caso voltou a ser noticiado brevemente já em Agosto de 2011, a propósito do decurso do julgamento do caso UnI. E, se a notícia nada permite concluir sobre a maioria das acusações de que estava indiciado Amadeu Lima Carvalho, ela é bem esclarecedora relativamente à prática do crime de falsificação de documentos:

“No nosso sistema informático nunca tivemos Amadeu Lima de Carvalho como aluno de direito”, garantiu a testemunha, (…)
Confrontado com vários certificados da licenciatura em direito de Lima de Carvalho, datados de 1996 e 1998, António Gonçalo garantiu que não rubricou nenhum, algo que fazia parte das suas funções enquanto chefe da secretaria.
A testemunha adiantou que o próprio Luís Arouca lhe disse que a assinatura no certificado de licenciatura de Lima de Carvalho também não era do ex-reitor.
Nos autos constam cópias de vários certificados de Amadeu Lima de Carvalho, (…) de uma licenciatura em direito tirada em 1996, outra em 1998, um mestrado em recursos humanos em 2004, a atribuição do grau de mestre em direito em 2004 e ainda o extrato de uma ata do Conselho científico na qual consta que este é nomeado professor da faculdade de direito da UNI, assinada pelo docente Nuno Miguel Gomes. (…)

Via rápida vai destruir parte da Reserva Botânica da Mata dos Medos.

Mais um ignóbil atentado ambiental patrocinado pelos do costume: o governo SS (sucialista socretino) através da sua extensão MA (ministro do Ambiente).

 

Via turística na Mata dos Medos

 

A am.ma, do blogue A Imagem da Paisagem, explica com clareza no excelente postal A Mata Nacional dos Medos a extensão dos valores patrimoniais, ecológicos e ambientais que vão ser destruídos.

A Mata Nacional dos Medos ou Pinhal do Rei é uma RESERVA BOTÂNICA na área de PAISAGEM PROTEGIDA da Arriba Fóssil da Costa de Caparica. … Pois é exactamente através desta Mata que se pretende lançar um troço de uma nova via rápida com quatro faixas de rodagem e vedada com rede de malha – Estrada Regional (ER) 377-2, integrada no Plano Estratégico POLIS da Costa de Caparica, com a aprovação do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade – e isto apesar de o respectivo Estudo de Impacto Ambiental admitir que a estrada vai gerar impactos negativos muito significativos e não minimizáveis. …

Já em Março deste ano, o blogue Almada Terra Portuguesa denunciava este crime ambiental no postal Mata dos Medos – Estrada vai arrasar fauna e floresta de Zona Protegida, expondo as razões que lhe são subjacentes na opinião dos objectores na consulta pública do projecto.

Ainda de acordo com o Estudo de Impacte Ambiental (EIA), na Planta de Síntese de Condicionantes, a área remanescente entre a Alternativa e as casas está reservada a zonas urbanas e urbanizáveis.”A estrada tornou-
se uma grande negociata. O ordenamento está forçosamente feito com encomendas urbanísticas”…

Pouco tempo depois, em Abril deste ano, um outro blogue – almadanada – publica diversos postais expondo a situação, entre os quais se destaca o intitulado Câmara de Almada e Ministério do Ambiente Juntos Na Luta da Destruição Ambiental, onde se descrevem quase exaustivamente todos os malefícios desta obra, demonstrando claramente a enormidade do crime ambiental que será perpetrado.

Parques de Campismo localizados eles mesmos no interior da própria PPAFCC com o pretexto de “preservar” a referida Mata, embora tal justificação vá «ROUBAR» À VOLTA DE 50 000 m2 à Erserva Botânica da Mata Nacional dos Medos. Metade para a nova via e a outra metade remanescente para “Zonas Urbanizáveis”, tal como consta no PDM da CMAlmada. Esta parte da Mata Nacional do Medos é classificada um estudo encomendado pela própria C.M.Almada à Faculdade de Ciências de Lisboa, como uma zona de “Pinhal Original”. … deslocalização dos parques de campismo previstos que saem de uma zona de acacial ameaçada pelo avanço do mar, para onde o POLIS já prevê 3 Hotéis, e uma vasta zona urbanizável, … Estes parques estão dimensionados para uma população contígua de 16 320 (?!) que irá localizar-se muito longe da praia para um acesso pedonal dos utentes e destruir outra zona verde importante, o Pinhal do Inglês que se encontra localizado adentro dos limites da Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica …a zona remanescente de 24 500m2, entre a Alternativa e as casas poderá ficará afecta pelo PDM de Almada, não à Reserva Botânica mas sim a “Zonas Urbanas e Urbanizáveis” … com custos zero para a C.M. Almada, a apropriação da mata para os usos que lhe pretende dar há muitos anos…urbanizar. «Salvar a Mancha mais nobre da Mata dos Medos. Os velhos pinheiros mansos que nos contemplam, esperam que não os abandonemos, eles que resistiram ao longo de dois séculos a tantas tempestades e nunca atingidos foram por incêndios , se vejam a breve prazo , sequencialmente , ANIQUILADOS EM 5 MIN POR UMA MOTOSERRA E POR INTERESSES QUE NADA TÊM A VER COM A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA ».

O “negócio” do parque de campismo é o mais imediatamente identificável, tendo o seu Estudo de Impacto Ambiental (EIA) sido realizado pela empresa internacional Environmental Resources Management (ERM) no âmbito do programa Polis. Pode descarregar aqui o Resumo Não Técnico do estudo, ou, se preferir a linguagem técnica, o Relatório Síntese respectivo.

Nota: A empresa ERM vem referida aqui: – Slush Funds, Corrupt Consultants and Bidding for Bank Busines – e aqui: – Fuelling Conflict – em termos que colocam muitas duvidas sobre a sua isenção.