Monthly Archives: February 2013

Ultimamente tenho-me sentido muito assim:

D. Quixote - painel de azulejos em DaimielD. Quixote - painel de azulejos em DaimielD. Quixote - painel de azulejos em Daimiel

Tamanha foi aqui a luta contra as práticas antidemocráticas dos governos anteriores, do pseudo-engenheiro e filósofo! Para quê, afinal? O actual governo revela-se um tão implacável inimigo da vontade e da liberdade dos cidadãos como o anterior. A perseguição fiscal aumentou, a produção legislativa tornou-se mais feroz e imprudente, a prestação de cuidados primários à população diminuiu – apesar de a despesa continuar a aumentar, …

*fotografias de alguns dos painéis de azulejos que embelezam a taça da fonte da praça central de Daimiel, Castilla – La Mancha

Advertisements

Tempos difíceis.

E assim também todos os que quiserem viver a fé em Cristo Jesus serão perseguidos. Quanto a esses perversos e impostores, irão de mal a pior, extraviando outros e extraviando-se a si próprios. Tu, porém, permanece firme naquilo que aprendeste e de que adquiriste a certeza, bem ciente de quem o aprendeste.
2Timóteo 3: 12-14

Love is the answer.

An oldie but a goodie (Velhinha, mas boazinha).


Ninguém se encontra na solidão. Ninguém pode sequer sonhar de forma verdadeira se não tem com quem partilhar os seus desejos íntimos. Ninguém chegará sequer perto da felicidade se não viver abraçado a alguém. Ninguém se completa a si mesmo. Ninguém se basta.
O egoísta e o vaidoso não percebem que a nossa felicidade não passa por cuidarmos de nós mesmos, mas dos outros. Que só esquecendo-nos de nós e entregando o melhor de nós mesmos conseguiremos permanecer para sempre naqueles a quem assim amámos.
Ser é amar, e amar é dar-se.

O amor é o contra-egoísmo
por José Luís Nunes Martins
(publicado aqui e aqui)

O país dos espertalhões tranquilos.

BPN - privatizaçãoSe você ou eu subtraíssemos uma lata de conserva num supermercado seríamos detidos (acho catita este eufemismo para preso) e ficaríamos à disposição de um sistema judicial que tudo faria para nos tirar qualquer réstea de tranquilidade. Se você ou eu fossemos acusados pelo fisco de dever 1 euro (coisa que até poderia não ser verdade, como acontece com demasiada frequência) seríamos objecto de uma sanha persecutória que impossibilitaria o mais leve lampejo de tranquilidade. E, no entanto, há quem esteja acusado de coisas muito mais graves mas consiga manter-se “de consciência tranquila”, “tranquila” e até mesmo “perfeitamente tranquilo”.  Não acreditam? Então vejam (por ordem cronológica de publicação das notícias):

O ex-deputado do PS Carlos Lopes foi condenado a 11 anos de prisão pelos crimes de corrupção, peculato e falsificação de documentos, mas vai recorrer da sentença “absurda”, …  Aguardo com serenidade o desenrolar do processo, de consciência tranquila, …
(Ex-deputado do PS condenado a 11 anos de prisão, 29 Janeiro 2013, CM)

Ana Ribeiro rejeita a acusação e assegura que “não foi beliscado o interesse público, nem o das populações”, … Para a autarca, que está “tranquila“, …
(‘Anita’ do Bloco acusada, 01 Fevereiro 2013, Por:Sofia Piçarra com Lusa, CM)

O novo secretário de Estado do Empreendedorismo, Competitividade e Inovação mostrou-se esta sexta-feira «perfeitamente tranquilo» com a entrada no Executivo, …
(Franquelim Alves: Nuno Melo não disfarça embaraço, Por: tvi24/CLC, 2013-02-02)

Para estes, como muito bem diz Paulo Bento, o inventor português da “dranquilidade”: «O nosso objectivo é ganhar o nosso jogo»
Os outros (como você e eu) que se… coisem!

The more I seek You…

Como se pode conhecer Aquele que não se procura? Como se pode amar Aquele que não se conhece?

Tudo é puro para os puros, mas, para os corruptos e os incrédulos, nada é puro, porque a sua mente e a sua consciência estão corrompidas. Proclamam conhecer a Deus, mas negam-no com as obras, revelando-se abomináveis, rebeldes e incapazes de qualquer obra boa.
Tito 1: 15-16 (Titus 1: 15-16)

A ilegalidade do AO90 começa no desrespeito pelas regras da acentuação em português.

Consulte-se uma qualquer gramática de Português actualizada sobre as regras de acentuação ortográfica e poderá ver-se aí que as palavras esdrúxulas ou proparoxítonas “acentuam-se sempre com acento agudo quando a vogal é aberta e com acento circunflexo quando a vogal é média”.

Pergunte-se então aos “indefetíveis” defensores do AO90 como é possível ler-se fátura onde está escrito “fatura”, adótado em “adotado”, afétivo em “afetivo”, afétuoso em “afetuoso”, bátista em “batista”, infécioso em “infecioso”, anticoncétivo em “anticoncetivo”, coátivo em “coativo”, colétivo em “coletivo”, concéção em “conceção”, confécionar em “confecionar”, espétador em “espetador”, desafétado em “desafetado”, desinfétante em “desinfetante”, detétive em “detetive”, efétivar em “efetivar”, frátura em “fratura”, indefétível em “indefetível”, infétado em “infetado”, inspécionar em “inspecionar”, intercétado em intercetado, introspétivo em “introspetivo”, invétivar em “invetivar”, lécionar em “lecionar”, létivo em “letivo”, objétivo em “objetivo”, pára-choques em “para-choques”, percétivo em “percetivo”, perspétiva em “perspetiva”, prospétivo em “prospetivo”, recétivo em “recetivo”, reflétivo em “refletivo”, respétivo em “respetivo”, retrospétiva em “retrospetiva”, vétorial em “vetorial”?*

AO90 - disparates

Como farão os professores de português para ensinar isto nas escolas? Darão aos alunos uma imensa lista de vocábulos que são excepção à regra gramatical? E ninguém pára isto? Ninguém desliga o “interrutor” (sim, parece mentira mas “interrutor” é o neovocábulo acordístico para interruptor) aos iluminados crâneos que inventaram esta monumental fraude linguística?

*E, há muitos mais exemplos para quem quiser dar-se ao trabalho de procurar aqui.

Tomorrow’s song.

Para a minha amiga compositora e pianista M.ª João M. por pensar que ela não conhece ainda este compositor e pianista islandês.