Monthly Archives: December 2010

Saruman* o traidor, Sauron* o discípulo de Morgoth* e uma coisa chamada ‘cooperação estratégica’.

cavacosócrates
Não nos esquecemos que foi numa coligação objectiva de interesses que Cavaco surgiu como que conluiado com o PS para derrubar o Governo de Santana Lopes, com a sua Teoria da Lei de Gresham aplicada à Política… O que temos visto desde então foi exactamente a aplicação prática desta Lei, com o domínio do pior que possa existir na política, tanto em termos de competência como em termos de postura ética e moral, ocupando todos os órgãos de soberania, incluindo os de natureza judicial… (da Procuradoria-Geral ao Supremo Tribunal… com certas faces cada menos ocultas…. ocultando outras faces…)…

Durante estes quase cinco anos – que parecem uma eternidade de infernal horror – tudo permitiu Cavaco a Sócrates: incompetência, arrogância, prepotência, mentira…, tudo o  que foi atentado às liberdades, à Democracia e à Decência… Tudo permitiu em abjecta cumplicidade, promulgando tudo o que vinha do Governo, apenas vetando estratégica ou demagogicamente um ou outro diploma da Assembleia da República, o que num ambiente de autêntico conúbio não pareceu ser mais do que uns simples arrufos de “namorados”…

(texto completo publicado aqui)

*Saruman, Sauron e Morgoth, personagens do romance de J. R. R. Tolkien O Senhor dos Anéis, na Wikipedia.

Advertisements

Para quem pudesse ainda ter dúvidas sobre a posição do candidato Silva…

Cavaco associa-se a Sócrates para defender cooperação estratégica

29 Dezembro 2010 | 22:20
António  Larguesa  – alarguesa@negocios.pt

Novos avanços do Estado Social(ista).

Estado Social em PortugalO Ministério da Saúde vai retirar a comparticipação de todos os medicamentos não sujeitos a receita médica, uma medida que entrará em vigor a partir do final de Março de 2011. Esta é uma das medidas que visam a redução da despesa pública no sector da Saúde, com vista à consolidação orçamental prevista na lei do Orçamento do Estado para o próximo ano. …
(Remédios sem receita perdem a comparticipação, 28 Dezembro 2010, Correio da Manhã)

O “Jornal de Negócios” escreve que o Governo vai limitar o acesso gratuito de desempregados e pensionistas ao Serviço Nacional de Saúde. Desde o Verão que está definido que a isenção de taxas moderadoras passaria a dependr dos rendimentos globais, mas só agora se sabe quem fica de fora.
Actualmente, todos os desempregados inscritos nos centros de emprego, bem como os seus cônjuges e filhos menores, têm direito a isenção no pagamento de taxas moderadoras. A partir de 1 de Janeiro, apenas os desempregados que recebam rendimentos não superiores ao salário mínimo (485 euros) terão acesso gratuito aos hospitais. …

(Desempregados e reformados vão perder saúde gratuita, 28/12/2010, Diário de Notícias)

Ensitel: a empresa que ameaça os clientes que reclamam dos seus maus serviços.

Imag. na pág. do Facebook: Nunca mais compro nada na Ensitel.Há poucos dias tive um conflito de consumo numa loja Ensitel. Ou melhor, para ser mais preciso, um conflito de não-consumo: a empregada da loja recusou-se a atender-me embora estivesse ainda a cumprir o seu horário. E, quando digo recusou-se, não estou a falar de ter dado uma desculpa: recusou-se mesmo, dizendo que ela “é que sabia a hora a que saía”, não querendo sequer saber o que eu pretendia. Contudo, o mais espantoso ainda estava para vir. Tendo pedido o livro de reclamações da loja e nele registado a ocorrência, ao entregar a reclamação foi-me dito pela mesma empregada que eu “iria ter problemas”. Perguntei porquê. A criatura respondeu-me que eu iria certamente ser multado por causa daquela reclamação após ela dar a “sua versão dos factos”. E, disse-me isto, com o maior dos descaramentos, estando eu acompanhado por quem pode testemunhar a sua ameaça.

Não sou pessoa que me deixe intimidar por ameaças destas, mas fiquei com uma sensação de estranheza relativamente ao sucedido. Até deparar com este texto da Maria João Nogueira queixando-se de estar a ser ameaçada, judicialmente ameaçada, pela empresa Ensitel por ter relatado no seu blogue o sucedido no decurso de um longo e penoso diferendo com a dita empresa. Pelos vistos, a ameaça aos clientes é prática corrente da Ensitel. Ora, a única razão que consigo pensar para que uma empresa tenha tal comportamento suicidário é a de que esteja desesperada em situação de pré-falência. Isto merece uma investigaçãozinha e ainda pode vir a dar uma boa notícia.

Leiam toda a saga da Maria João Nogueira nos seguintes linques:

Ensitel
Ensitel (take 2)
Dia do consumidor
Conflitos de consumo
Centro de arbitragem de conflitos de consumo
Ensitel (take 6)
Ensitel [a ameaça final]

Acordo Ortográfico proporciona mais um negócio ‘cor-de-rosa’.

Lince e gato amigos.… vou hoje falar do tal negócio que sempre veio à luz do dia e relativo ao polémico Acordo Ortográfico. …
A quem interessa então a ditatorial legislação e universalização do AO? Aqui cheira a negócio extra-linguístico, diremos logo. …
“… O Parlamento vai aplicar o novo Acordo Ortográfico a 1 de Janeiro de 2012, adoptando o Vocabulário Ortográfico do Português (VOP) do ILTEC- Instituto de Linguística Teórica e Computacional e, como suporte informático, irá utilizar o conversor Lince, na sequência da aprovação por unanimidade, ontem, de uma proposta de Jaime Gama. O Governo também já os tinha escolhido na passada semana. A qualidade do conversor Lince e do vocabulário foi criticada pela empresa concorrente Priberam, que aponta erros ortográficos tanto na conversão da actual para a nova grafia como no VOP do ILTEC. O administrador Carlos Amaral questiona mesmo quem e como avaliou o Lince e a razão para o Governo decidir adoptar oficialmente um programa informático em detrimento de outros, também gratuitos, já existentes no mercado. (…)”
… sempre havia um daqueles acordos de café e de atrás da orelha em que os actuais sinistros governantes se tornaram especialistas.
“… O Lince não é resultado de subcontratação mas de parceria. O ILTEC foi responsável pela definição das características, dados linguísticos, especificações das regras e lógica da conversão do Lince. A KnowledgeWorks assegurou a tradução no desenvolvimento do sistema do interface…”
. (transcrição parcial do texto publicado aqui)

Notas:
1. A empresa amiga(!) que beneficia da tal parceria é a KnowledgeWorks.
2. O Lince não é um dicionário nem um programa de aprendizagem da Língua Portuguesa. É designado como um “conversor”, o que significa na prática que é um tradutor de Português correcto para “português correto”. Triste país o que precisa de traduzir os documentos oficiais da sua Língua para uma novilíngua imposta.
3. Tudo isto acontece porque os portugueses permitem – gostam de ser mandados. Se não fosse assim, esta Iniciativa Legislativa de Cidadãos Contra o Acordo Ortográfico já teria as 35 mil assinaturas necessárias para dar entrada no Parlamento – para contrariar mais esta negociata. E, ainda pode vir a entrar, se você que me lê quiser obrigar-se ao pequeno esforço de colaborar com a sua assinatura no impresso que descarregar daqui (ficheiro pdf  com somente 83 Kb), enviando-o depois pelo correio para a morada que lá consta.

Il est né le divin enfant.

Nasceu o Deus menino. He is born, the divine Christ child.

.

.
Il est né le divin enfant,
Jouez hautbois, résonnez musette.
Il est né le divin enfant,
Chantons tous son avènement.
Depuis plus de quatre mille ans
Nous le promettaient les prophètes,
Depuis plus de quatre mille ans
Nous attendions cet heureux temps.
Une étable est son logement,
Un peu de paille est sa couchette,
Une étable est son logement,
Pour un dieu quel abaissement.
O Jésus, ô roi tout puissant,
Tout petit enfant que vous êtes,
O Jésus, ô roi tout puissant,
Régnez sur nous entièrement.
 

Breath of Heaven and The Nativity.

Sopro do Céu e A Natividade.

.
.

I am waiting in a silent prayer. (Espero em oração silenciosa.)
I am frightened by the load I bear. (Tenho medo pela carga que transporto.)
In a world as cold as stone, (Num mundo frio como pedra,)
Must I walk this path alone? (tenho que percorrer esta via solitária?)
Be with me now. Be with me now. (Fica comigo agora. Fica comigo agora.)

Breath of heaven hold me together, (Sopro do Céu segura-me junto a Ti,)
Be forever near me, Breath of heaven. (sê para sempre perto de mim, sopro do Céu.)
Breath of heaven lighten my darkness, (Sopro do Céu ilumina a minha escuridão,)
Pour over me your holiness for you are holy, (deita sobre mim a Tua santidade pois Tu és santo,)
Breath of heaven. (sopro do Céu.)

.
UM SANTO NATAL A TODOS.

A governação socialista em imagens – 2.

Governação socialista (2)

A governação socialista em imagens – 1.

Governação socialista

Portugal precisa urgentemente de ser exorcizado.

1.ª página, Diabo, 23-Nov-2010O ladrão não vem senão para roubar,

Aumento contínuo da carga fiscal sobre os portugueses, intimidação fiscal – com recurso a penhoras e confisco de bens -, aumento de todas as despesas administrativas na relação da administração com os cidadãos – taxas, licenças, coimas, redução dos salários dos funcionários públicos, dos abonos de família e das prestações sociais em geral, …

matar,

Aprovação da lei (dita) da interrupção voluntária da gravidez (lei do aborto pago pelos contribuintes), aprovação do projecto de lei (dito) das directivas antecipadas da vontade ou testamento vital (eutanásia passiva), …

e destruir. (João 10, 10)

Destruição da base de sustento económico de centenas de milhar de indivíduos e famílias – mais de 200 mil empregos, milhares de pequenas e micro empresas familiares, … –, destruição da instituição do casamento – forçando por lei a igualitarização com os relacionamentos entre homossexuais –, destruição do sistema de ensino público, do sistema de saúde pública, do sistema judicial, … em suma, destruição da esperança para os portugueses, impondo a precariedade laboral, a pobreza, a miséria, … que, ainda por cima, agora se quer calar em nome de um qualquer politicamente correcto.

Alguns fariseus disseram-lhe, do meio da multidão: «Mestre, repreende os teus discípulos.» Jesus retorquiu: «Digo-vos que, se eles se calarem, gritarão as pedras.» (Lucas 19, 39-40)