Monthly Archives: August 2013

E vós, que tentais destruir-me, não compreendeis o mal que causais a vós mesmos?

Quando, há muitos anos, li pela primeira vez a seguinte afirmação do mestre Ueshiba Morihei:

“Aquele que consegue o segredo do Budo [o Caminho do Combate] tem o Universo em si mesmo e pode afirmar: eu sou o universo. É por isso que quando alguém tenta lutar comigo desafia o próprio universo e deve quebrar-lhe a harmonia. Mas, no momento em que pensou medir forças comigo já se encontrava vencido.”

– achei-a muito exagerada. Mas guardei-a na memória, como fiz com diversas outras para as testar ao longo do tempo.

Só mais tarde, quando decidi ler a Bíblia de capa a capa, percebi a verdade da afirmação do mestre oriental – concretizada na própria pessoa de Jesus.

Advertisements

Cousas que causam espanto. (1)

Na terra dos espertalhões, os espertalhões queixam-se que têm um governo de espertalhões.

 Todos no mesmo barco, por Quino

Establishing a Christian community – The parable of the wooden floor.

Perdoem-me os meus leitores portugueses mas este texto tinha que ser escrito originalmente em inglês e eu estou com pouco tempo agora para o traduzir. A tradução ficará dependente de haver pedidos para isso nos comentários. (Para vos compensar, a 1.ª imagem aí mais abaixo tem um linque para 1 notícia acerca da mais extraordinária comunidade cristã que conheço na actualidade – Mar Musa, na Síria.)

A Christian community is like a wooden floor. Once in a while the Lord, in the endless walk through His Infinite dominions, passes by the one that was once His most beautiful and cherished property, Terra, and decides to have a look. Not that He doesn’t know what is going on there or what to expect (just remember He is the head of the most perfect intelligence agency of the Universe – something literally out of this world – called Omniscience.) Even so He hopes to find, and knows He will find every time, some need for edification even in the middle of the constant practice of destruction.

He walks through the gardens lamenting every poisoned fountain and lake, every garbage dump, every overthrown woodland, … Finally He enters the house and sees, with indescribable sadness, the grease of greed covering the walls and the heavy dust of indifference as a thick carpet over the floor. Many rooms are pitch dark, its windows walled with the bricks of hate, and many corridors closed with the bars of Mar Musaintolerance. But, suddenly He passes by a well-lighted room, its windows and doors opened, and sees aligned in groups against the white-painted walls lots of wooden planks and joists. ‘The room is clearly asking for a soft, beautiful floor’ – He thinks.

The Lord then calls His Son, the Master carpenter, and asks Him to build that floor. The Son, whose greatest wish is to please the Father, immediately accepts the commission. First, He inspects carefully the planks and the joists one by one. He does this to decide what tools will be needed. He sees that some of the joists are fragile at some point, and they need to be cut, and that some of the planks are roughly sawed, and they need to be adjusted and planed. Carefully, He takes aside one plank which is seriously warped: He will cut it into small pieces to finish the floor along the walls (the Master does not reject any board, He just finds a way to use it). Subsequently, He goes to His tidy toolbox and takes the exact tools He needs for the work. (The tools are only useful in the Master’s hand.)

Then, He starts working slowly and gently as He knows the boards do not appreciate the sharp blades of the cutting tools, like the Word and the Truth, the long scraping and sanding of the abrasive tools, like Constant Love and Patient Service, or the holes caused by the drilling tools, like Justice and Forgiveness. When all the lumber is prepared, He starts making the base structure of the floor using the strong joists. Next, upon this foundation He joins the planks firmly side by side using the rabbets that He previously made on them, however not forgetting to leave between the boards a narrow but crucially important gap that prevents them of ruining the floor by pushing or pressing each other. Finally, He ends the work by polishing carefully the surface of the floor until it shows a soft glow.

The Son and Master carpenter can now call His Father and Lord of the house. And the Lord comes quickly and stands greatly pleased on the splendid wooden floor that His own Son built.

Note: This text has been revised and corrected on September 21, 2013 thanks to the collaboration of David Fisher, to whom I am grateful.

Jesus Carpenter 2

Os homens amam de menos, as mulheres amam demais.

Este pequenino postal vem a propósito deste texto da Teresa Ribeiro no Delito de Opinião.

Hac causa credimus et Deiparae virginis Mariae purissimum thalamum et spiritus sancti templum, hoc est, sacrosanctum corpus ejus deportatum esse ab angelis in coelum.[/] For this reason we believe that the Virgin Mary, Begetter of God, the most pure bed and temple of the Holy Spirit, that is, her most holy body, was carried to heaven by angels. (daqui)

The Lord’s Prayer.

Foi assim que os ensinou a orar:

Pai, que o teu nome seja honrado.Venha o teu reino.
Dá-nos o nosso alimento dia a dia.
Perdoa os nossos pecados,como nós perdoamos aos que contra nós pecaram. E não deixes que caiamos durante a tentação.
Lucas 11: 1-4

Nota: (a propósito da frequência escolar da menina-prodígio) A menina cantora, Jackie Evancho, frequentou um dos melhores colégios privados uma escola pública suburbana de Pittsburgh (Pensilvânia, EUA) até 2010. No ano seguinte as obrigações decorrentes da carreira musical obrigaram-na a mudar para um dos melhores colégios privados o ensino público à distância através de computador.

Criticar nos outros os próprios vícios.

Cheque-Ensino: Uma Boa Notícia
Posted on Agosto 8, 2013 by João Cortez (no blogue O Insurgente)
A confirmar-se esta notícia publicada pelo jornal Público que refere que o governo vai abrir a porta [ele queria dizer a bolsa] ao cheque-ensino que permitirá às famílias escolherem a sua instituição de ensino pública ou privada no ensino básico e secundário, trata-se de uma excelente notícia.

Mentalidade de esquerda
Posted on Agosto 8, 2013 by Ricardo Campelo de Magalhães (no blogue O Insurgente)

mentalidade de esquerda

Hipócrita, tira primeiro a trave da tua vista e, então, verás melhor para retirar o argueiro da vista do teu irmão.
Mateus 7: 5

Os cortes nas pensões na República Espertuguesa.

Abreviadamente*:

Forças de segurança são excepção aos cortes nas pensões
Por Ana Suspiro, publicado em 6 Ago 2013 (jornal i)

Juízes e diplomatas escapam a cortes nas pensões
por L.M.C., 07-08-2013 (Diário de Notícias)

Cortes nas reformas deixam políticos de fora
Por Margarida Bon de Sousa, publicado em 8 Ago 2013 (jornal i)

*porque há que trabalhar muito para haver dinheiro suficiente para os sevandijas do erário público.

O encerramento do Forte Apache.

Abandonado o forte, fica o território entregue à bicharada e aos índios.

O que só vem confirmar os fortes indícios de que o actual estado-maior nacional não irá aguentar-se até ao fim do ano. Mas, se implodirá logo a seguir à escolha dos caciques ou lá mais para o dia de finados… isso já é mais difícil de prever.

Fort Apache

Morning has broken.

To all who sing for Grace. 🙂

Foi então que alguém exclamou no meio da multidão: Senhor, peço-te que digas ao meu irmão que reparta comigo a herança do meu pai. Jesus respondeu:
Não sou juiz para decidir sobre essas questões legais entre vocês. Mas a questão de fundo é que não se deixem dominar pela avareza. Porque a vida verdadeira não está garantida pelos bens que se possa ter.
Lucas 12: 13-15