Category Archives: PRESIDENCIAIS (2010-2011)

A ideia de «estabilidade política» socialista

Márcia Galrão, 30/01/11,ECONÓMICO
.
30.01.2011, Maria Lopes, PÚBLICO
.
.

e os métodos comprovados para a sua manutenção.

.
.
A propósito: Os novos blindados para a polícia já chegaram?

O resultado das presidenciais visto de fora e

a reportagem sobre os abutres dentro do Estado.

.

A ler:

Silva’s bullet
Jan 24th 2011, 13:49 by The Economist online | LISBON

A ver:

Os abutres
Reportagem de Rui Araújo, a passar na rubrica Reporter TVI, durante o Jornal Nacional
(o noticiário começa às 20:00, a reportagem não sei, mas costuma ser lá mais para as 21:00)
Resumo: A corrupção, a fraude, o branqueamento e o tráfico de influências minam qualquer Estado de Direito, criando, por outro lado, mais pobreza e mais desigualdade. Esta reportagem mostra o caos e a irresponsabilidade criminosa no seio de algumas empresas 100% públicas.

Cavaco Silva – Sem comentários.

.
Mais 5 anos disto?

Saruman* o traidor, Sauron* o discípulo de Morgoth* e uma coisa chamada ‘cooperação estratégica’.

cavacosócrates
Não nos esquecemos que foi numa coligação objectiva de interesses que Cavaco surgiu como que conluiado com o PS para derrubar o Governo de Santana Lopes, com a sua Teoria da Lei de Gresham aplicada à Política… O que temos visto desde então foi exactamente a aplicação prática desta Lei, com o domínio do pior que possa existir na política, tanto em termos de competência como em termos de postura ética e moral, ocupando todos os órgãos de soberania, incluindo os de natureza judicial… (da Procuradoria-Geral ao Supremo Tribunal… com certas faces cada menos ocultas…. ocultando outras faces…)…

Durante estes quase cinco anos – que parecem uma eternidade de infernal horror – tudo permitiu Cavaco a Sócrates: incompetência, arrogância, prepotência, mentira…, tudo o  que foi atentado às liberdades, à Democracia e à Decência… Tudo permitiu em abjecta cumplicidade, promulgando tudo o que vinha do Governo, apenas vetando estratégica ou demagogicamente um ou outro diploma da Assembleia da República, o que num ambiente de autêntico conúbio não pareceu ser mais do que uns simples arrufos de “namorados”…

(texto completo publicado aqui)

*Saruman, Sauron e Morgoth, personagens do romance de J. R. R. Tolkien O Senhor dos Anéis, na Wikipedia.

Para quem pudesse ainda ter dúvidas sobre a posição do candidato Silva…

Cavaco associa-se a Sócrates para defender cooperação estratégica

29 Dezembro 2010 | 22:20
António  Larguesa  – alarguesa@negocios.pt

O fim-de-semana em que Portugal foi vendido.

Ou, a esperteza de Boliqueime e o negócio da China.


Poucos parecem ter dado por isso mas, durante este fim de semana, de forma discreta, Portugal foi transformado em entreposto comercial chinês na Europa.

O negócio – que terá(?) sido iniciado em Julho de 2009 – foi concluído ontem, sábado 6 de Novembro de 2010, pelos presidentes da maxi-ditatorial República da China e da ex-soberana República Portuguesa.

O presidente português – que não tem quaisquer poderes para isso – vendeu uma parte da dívida pública de Portugal à China. O que terá dado como garantia não se sabe ao certo (irá saber-se alguma vez?) mas segundo alguns terá sido o complexo portuário-petrolífero de Sines.

Pacto de Mefistófeles com Fausto

Para além do p-zombie Silva, quantos mais estarão metidos neste mefistofélico negócio? Terão os portugueses consciência da gravidade do que se passou este fim de semana? E, já agora, onde se terão sumido os assanhados críticos dos primo-ministeriais negócios venezuelanos?

Oração: Senhor, tem piedade da gente de bem que vive ainda nesta lusa terra. Senhor, tem misericórdia deste povo e livra-o do mal, de todo o mal que o vem assolando e oprimindo. Senhor, conduz homens bons ao poder e dá a este povo a sabedoria de os escolher. Senhor, não os (nos) abandones apesar das suas (nossas) iniquidades.

Notícias relacionadas:

China pondera comprar dívida pública portuguesa
Nuno  Carregueiro, 28 Outubro 2010, Jornal de Negócios

Negócios da china em Portugal começam pela banca
por Cláudia Garcia, 06 de Novembro de 2010, jornal i

Presidente chinês garante: “O futuro é promissor”
por João Henriques, 07/11/2010, DN Economia

Antecipação ao discurso de recandidatura de sua ‘exelência’

logo à noite – para acalmar alguns mais excitados.

.