Façamos o seguinte para o Natal

Divulgo aqui a seguinte mensagem que vem circulando pelo Facebook:

“Façamos o seguinte para o Natal: Compremos os presentes a pequenas empresas e artesãos: À vizinha que vende por catálogo ou pela internet, a artesãos que conheçamos, à amiga que tem uma loja no bairro, ao pasteleiro que faz os doces artesanais, ao rapaz que tem uma banca no mercado… Façamos o dinheiro chegar às pessoas comuns e não às grandes multinacionais. Assim haverá mais gente a ter um melhor Natal. Se achas que é uma boa proposta, copia e cola no teu mural. Apoiemos a nossa gente. :)”

E acrescento:

Em vez de ir às grandes superfícies comerciais comprar produtos industriais de qualidade duvidosa, vá ter com a vizinha ou conhecida que você sabe estar a passar por dificuldades – por desemprego ou falência dela e/ou do(s) familiar(es) mais próximo(s) – e peça-lhe para lhe fazer os bolos e fritos de Natal; vá a feiras de artesanato comprar os presentes – se procurar há de tudo, desde brinquedos, roupas e sapatos até livros, cadernos e enfeites natalícios.

Não dê trocos anonimamente em campanhas de “arredondamento” – que as grandes cadeias aproveitam para fazer publicidade a si mesmas, usando o seu dinheiro e a sua boa vontade – mas vá ter com pessoas suas conhecidas, inteire-se das necessidades delas e ajude-as pessoalmente a ultrapassar alguma ou algumas dessas necessidades; ou, se não tem mesmo disponibilidade para o fazer – mas não se esqueça que a dádiva mais importante é o seu cuidado pelas necessidades do seu semelhante – faça as suas doações a pessoas de confiança que dedicam o seu tempo a acções de ajuda dos mais necessitados – nas igrejas, nos centros paroquiais, lares de terceira idade, hospitais, etc.; e, por favor, saiba a verdade e não ajude a engordar o monstro.

A Economia está no estado em que está porque a maioria dos economistas se esqueceu do mais básico princípio econométrico (que são as mais básicas operações aritméticas): dar (adicionar) é crescimento e vida, tirar (subtrair) é contracção e morte.

4 responses to “Façamos o seguinte para o Natal

  1. Excelente, uma idéia extraordinária!
    Aproveito para divulgar dois eventos onde se podem adquirir artigos artesanais muito giros, criativos e originais, em Lisboa: no primeiro Domingo de Dezembro (dia 2), o Mercado CCB no Centro Cultural de Belém (das 10 às 18 horas) e no fim-de-semana seguinte, dias 8 e 9, a Venda de Natal dos Salesianos de Lisboa (Oficinas de S. José, em Campo de Ourique), das 10.30 às 19. Moda, gastronomia, arte, design, decoração, utilidades, … e a possibilidade de trocar impressões com quem faz!

  2. 🙂
    São as pessoas que dinamizam a economia!
    Será possível que os nossos «governantes» não saibam este princípio tão elementar? Enquanto andarem a rastejar aos pés da finança e a desprezar as pessoas, não há recuperação económica possível!

  3. Pingback: 22: Starts with Bowls. Ends with Tulips. | Almofate's Likes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s