Tag Archives: tretas

A ‘lavagem de dinheiro’ e a ‘notícia’ do jornalista ‘moderno’.

Ao ler os artigos de alguns jornalistas “modernos”, cada vez mais me lembro daquela famosa passagem do Evangelho de Mateus 15:14, Deixai-os: são cegos a conduzir outros cegos! Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão nalguma cova.

Veja-se a seguinte notícia(?) do JN, por exemplo:
Santa Casa alerta PJ para lavagem de dinheiro com prémios
NELSON MORAIS | 16/03/2015
… Desde 2012, a Santa Casa denunciou 34 casos em que os prémios podem ter sido usados para lavar dinheiro sujo.

Os sucintos relatórios da UIF nada dizem sobre o teor das comunicações da SCML, nem sobre o montante do dinheiro eventualmente “branqueado”, mas uma fonte policial explica que está em causa “um esquema clássico de branqueamento”.
… pode ter tido novo incentivo quando, em 2013, o Fisco passou a ficar com 20% dos prémios. Como disse?!

imagem com link

imagem com link

Em primeiro lugar, o jornalista “moderno” escreve sempre em “brasilês”, uma novilíngua inventada por um tipo chamado Malaca que mistura palavras de português de Portugal e palavras de português do Brasil com outras palavras inventadas pelo dito Malaca, o que faz com que a escrita nesta novilíngua fique cheia de erros, tanto para um leitor português, como para um leitor brasileiro. (A esta novi-escrita chamou o Malaca novo acordo ortográfico.)

Depois, vender e comprar cautelas premiadas para movimentar dinheiro de forma não numerária é prática que existe em Portugal há tanto tempo como os próprios jogos ditos de sorte e azar com emissão de títulos ou bilhetes.
Sabe-se, por exemplo, que no tempo da colónias de África muita gente enviava cautelas premiadas a familiares em Portugal, os quais assim podiam levantar a dádiva sem perder dinheiro no câmbio entre a moeda ultramarina e a da metrópole.

Actualmente, este esquema é apenas utilizado em pequenas transações de produtos lícitos ou ilícitos. (Até porque nenhum dos intervenientes do segundo caso, frequentemente com cadastro, se arriscaria a ser identificado para receber prémios superiores a 5 mil euros.)
Eu não gosto muito de dar dicas a ignorantes, mas desta vez vou quebrar o meu hábito.

O que os jornalistas da “nova geração” deverão investigar (em vez de paparem o que lhes vem à mão), por exemplo, são as lojas em centros comerciais.
Segundo um amigo meu que trabalha na administração de um grande Centro Comercial, uma em cada 5 ou 6 lojas não tem lucro para poder pagar sequer a renda, mas pagam e a administração não pergunta a origem do dinheiro.
Não me digam que também ninguém estranhou a recente proliferação de lavandarias automáticas nos grandes centros urbanos? É que este é um clássico, caramba!

O mundo de cada um é mesmo do tamanho daquilo que ele conhece.
Actualmente os jornalistas estão a ser substituídos por uma espécie de relações-públicas, voluntária ou involutáriamente ignorantes e acéfalos, que propagandeiam o que lhes manda quem os contrata.

Advertisements

As leis anti-tabágicas: Brevíssima demonstração do grau de inteligência dos comissários europeus.

Tendo em conta os bons resultados das proibições anteriores,

Women in Europe smoke most globally, and numbers are increasing
(Na Europa, a maioria das mulheres fuma e o número de fumadoras continua a aumentar)
19-01-2011
[Report of the Regional Office for Europe – World Health Organization]

Ashton 100 higly-paid Eurocratsa Comissão Europeia pretende tornar ainda mais restritivas as leis anti-tabágicas.

EU seeks move toward tougher smoking laws
EU executive calls for tougher smoking laws with bigger warnings, bans on some flavors
By Raf Casert, Associated Press | Associated Press – Wed, Dec 19, 2012

Como os países da UE não têm neste momento outros problemas mais relevantes, estes burocratas de má qualidade ocupam-se e gastam o dinheiro dos contribuintes com estes assuntos sem qualidade, sem importância ou sem utilidade.

Declaração: Não sou fumador.

Dívida pública: 2 notícias 2.

Draghi aponta troca de dívida de Portugal como exemplo dos progressos dos países sob programa
09.10.2012, SIC Notícias

Juros da dívida portuguesa sobem em todos os prazos
09 Outubro 2012, Raquel Godinho, Jornal de Negócios

O Polvo, digo, Paul, digo, Pinto da Costa vaticina Portugal campeão da Europa.

EUROPEU DE 2012
Pinto da Costa esperançado que Portugal vai ser campeão
21-06-2012, DN Desporto

E assim de repente, não mais que de repente, surgem e ficam suspensas a pairar no imaginário popular algumas questões capciosas:  Saberá alguma coisa que os outros não sabem? Terá feito alguns telefonemas concludentes? Levará a fruta de cá ou irá abastecer-se por lá no mercado local?

Desemprego: O Álvaro (ministro) e o governo tentam fintar a realidade.

“O Tolo acredita no Idiota. O Idiota acredita no Imbecil. O Imbecil acredita no Ignorante. O Ignorante acredita em tudo.”
Alvaro G. Loregian (pensador)

Em Portugal, a Economia asfixia debaixo de uma carga tributária e de um peso administrativo excessivos. Por essa razão, não só não há criação de emprego como, pelo contrário, há forte destruição de emprego.

Vai daí, o importado Álvaro, cada vez mais digno sucessor dos seus antecessores*, tem uma soltura mental e avança com o mais fátuo conjunto de me(r)didas jamais visto por lusas terras – que sairão bem caras ao bolso do contribuinte -, de entre as quais se destacam pela sua originalidade as seguintes:

Desempregados vão ter gestor de carreira
Ideia é facilitar o regresso ao mercado de trabalho, anunciou ministro da Economia
Por Redacção/JF, 2012-02 (Agência Financeira)

Governo financia empresas privadas de emprego
24.02.2012 – Por Raquel Martins (Público)

Mas o título de que ninguém se irá esquecer é este:
Governo espera empregar 3 mil pessoas por mês

23 Fevereiro 2012 (Correio da Manhã)

Depois não diga que não foi avisado, ó Álvaro (ministro).

*Reparem na cor da gravatinha dele na foto.

A ideologia ao serviço do poder.

Na versão “O papão da maioria de direita”.

.


Vi ainda outra Besta que subia da terra; tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão. …
E a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, marcou-os com um sinal na mão direita ou na fronte. E assim, quem não tivesse o sinal, o nome da Besta ou o número do seu nome não podia comprar nem vender.

Apocalipse 13: 11, 16-17

Dificilzinha, esta linguagem… Pois!

A caminho do socialismoEm vez de grandes explicações – arriscando a incompreensão ou, pior, a má compreensão – , dê-se um exemplo:

… com a mão esquerda tapou o retrato e com a mão direita botou a cruzinha onde devia votar. Vê? E é isso q você, meu amigo, irá fazer no próximo Domingo. Agarra no boletim de voto e, onde ler Partido Socialista, pranta-lhe a cruz no quadradinho. Vai ver q dormirá melhor.
… (aqui)

Se não tivesse lido não acreditava. Primarismo? Má-fé? Arterioesclerose? Como diz o povo na sua experimentada sabedoria, “quem o conheça que o compre”. Eu não conheço.