Tag Archives: sofrimento

Blessed be Your name / Louvado seja o Teu nome.

Quando a injustiça dos poderosos, maus ou estúpidos (na realidade, tanto faz: o resultado é exactamente o mesmo), incluindo a do Estado supostamente socialista, começa a pesar sobre o meu coração; quando a arbitrariedade do desprezo pelos direitos dos que não têm poder e a crueldade do prazer no sofrimento dos que não podem (não sabem ou não querem) escapar me angustiam, olho estas imagens e compreendo que esta dor que me assola nada é comparada com a do meu Senhor e Salvador, que suportou O castigo da suprema injustiça.
.
.
Aviso: Este vídeo mostra imagens muito impressionantes do espancamento de Jesus Cristo pelos romanos no filme de Mel Gibson A Paixão de Cristo.
.
Aliás, que mérito tem suportar que vos batam, se vos portais mal? Mas se, fazendo o bem, sofreis com paciência, isso é uma coisa meritória diante de Deus. Ora, foi para isto que fostes chamados; visto que Cristo também padeceu por vós, deixando-vos o exemplo, para que sigais os seus passos. Ele não cometeu pecado, nem na sua boca se encontrou engano; ao ser insultado, não respondia com insultos; ao ser maltratado, não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga com justiça;
(1ª Pedro 2: 20-23)
Advertisements

Tragédia no Haiti – apelo.

No final de uma longa noite de trabalho – como poderão constatar pela hora desta postagem – deixo aqui uma breve referência à enorme tragédia resultante do terramoto da passada terça-feira no Haiti, com as palavras deste texto do blogue amigo, A View from Kerry.


Death in Haiti is nothing. Suffering, the dreadful experience of loss, of excruciating injuries, that is Haiti. It is all our suffering. This is one very small world.
“Death destroys a man: the idea of Death saves him”. So said E.M. Forster.

Haitian children

Apelo à solidariedade de todos os portugueses para a ajuda aos sobreviventes desta tragédia. Por favor. contactem uma das organizações de ajuda humanitária como a Cruz Vermelha ou a AMI (eu escolhi esta) para informações sobre como é possível ajudar.

Uma ocorrência desta natureza passar-se-á, mais dia menos dia, também por cá. Façam aos outros como gostariam que eles vos fizessem a vós.

 

Coisas que os portugueses têm tido que

aprender da maneira mais difícil:

.

– Fascismo, nunca mais!

– Maiorias absolutas, nunca mais!

– Primeiros ministros mentirosos, nunca mais!

.