Tag Archives: pacheco

6º e último par de patins é para…

o sr. José Sócrates Pinto de Sousa. Acabou, finalmente.

.

Dada a preferência do sr. presidente do conselho pelos veículos eléctricos, a equipa aqui do Jardim reservou para v.ex.a este parzinho de patins movidos a electricidade. Segundo o fabricante, podem atingir 15 milhas/hora – aproximadamente 25 quilómetro/hora – o que permitirá uma saída rápida. Fica-nos a preocupação que v.ex.a possa encontrar o chãozinho molhado…

.

ishoes - electric roller skates

.

O deputado do PSD Pacheco Pereira anunciou, esta terça-feira, que, após consultar os resumos das escutas enviadas pela comarca do Baixo Vouga, vai chamar novamente Paulo Penedos à comissão de inquérito.

Pacheco Pereira não citou os resumos das escutas, por estes serem confidenciais, mas garantiu que o seu conteúdo é «pura e simplesmente avassalador» e que o negócio «era do conhecimento do primeiro-ministro».
«Fazem a descrição detalhada de um negócio de características anómalas e conduzido politicamente para alterar a linha editorial da TVI»
, resumiu. …

(PT/TVI: «Conteúdo das escutas é avassalador», 18-05-2010, Portugal Diário)

A mesma notícia noutros jornais:
Pacheco Pereira: resumos das escutas enviados pelo Procurador de Aveiro “são avassaladores”
por Adriano Nobre, Publicado em 18 de Maio de 2010, jornal i
Pacheco Pereira diz que o que consta nas escutas é “avassalador”
Publicado 18 Maio 2010, Filipe Pacheco, Jornal de Negócios

Recorde-se toda a saga do prémio “pares de patins para governantes em queda”:
O 5º par de patins 2008 vai para…
O 4º par de patins 2008 vai para…
O 3º par de patins 2008 vai para…
O 2º par de patins 2008 vai para…
Os 1ºs pares de patins 2008 vão para…

A fé é a substância de coisas esperadas*

.
Os tempos de Sócrates estão a acabar, esgotados, encurralados, perdidos na nuvem de arrogância do “animal feroz”, na amoralidade da sua política, na mentira total em que transformou toda a actividade governativa, na impotência face a uma crise nacional que agravou e uma crise internacional que ignorou, adiou e, por isso mesmo, também agravou.

O programa para 2010 era gastar e continuar a gastar, até a crise grega e as quebras e ameaças de baixa nos ratings das agências internacionais terem exigido fazer em 2010 aquilo que era apenas para 2013. Quem viesse a seguir que pagasse a crise, e quem vem a seguir no fim da década e na próxima década já tem garantida uma vultuosa conta deixada pelo Governo actual, que faz as obras para os que vêm a seguir pagarem os custos.

E quanto mais Sócrates se enterra na negação do real, mais este lhe bate à porta. Até o próprio parece começar a aperceber-se disto, e a responder a este fim dos tempos numa fuga em frente obstinada, porque é da sua natureza, mas confusa e caótica.

Exemplos sobre exemplos desta degenerescência aparecem todos os dias. Já não são bonitos de se ver os tempos da crise do “socratismo”, mais ainda vão ser piores os tempos da queda do “socratismo”. …

(Os tempos de Sócrates estão a acabar mas a herança é pesada, por José Pacheco Pereira, em 17.1.10, no Abrupto)

«Acontece… mas só ao Pacheco» – Passatempo com prémio

dedicado aos abruptos deste mundo, e com vários linques para eles.

Decidi seguir o exemplo do JPG no Apdeites e dar resposta à campanha “Dia 23 linka pró Pacheco”, apelo fraterno e solidário feito em simultâneo, no dia 19 de Novembro, pelo Daniel Oliveira, no Arrastão, e pelo do Pedro Sales, no Zero de Conduta, por parecer tratar-se de um caso muito grave de… (por favor, complete esta frase a seu gosto).

hpim0359_500_x_396.jpg

1ª pergunta: Em que cidade se situa a praça que a fotografia mostra?

2ª pergunta: Como se chama o animal que está dependurado?

Este passatempo é especialmente dirigido, em primeiro lugar, ao Pacheco e depois a todos os colaboradores do Sorumbático, mas está aberto a todos os visitantes que queiram participar.

Atenção: Está encontrado o vencedor deste passatempo. A resposta certa, conforme constante da caixa de comentários:

  1. André Proença — 23-11-2007 – 19:17:43 GMT 1

    1 – Potsdam
    2 – Rinoceronte

Condições de participação:

1- O vencedor será o primeiro leitor que, em comentário, der a resposta certa.

2- Cada leitor, devidamente identificado, poderá dar até três respostas.

3- A resposta à segunda pergunta só é obrigatória para o Pacheco; todos os outros participantes só precisam de responder à primeira pergunta.

4- O prazo para responder termina à meia noite do dia 9 de Dezembro de 2007.

O prémio será um dos livros da seguinte lista, a escolher pelo vencedor:

  • Ulisses, de James Joyce.

  • Auto dos Danados, de António Lobo Antunes.

  • A Costa dos Murmúrios, de Lídia Jorge.
  • Morte Suspensa, de Maurice Blanchot (oferta do Sorumbático).

O prémio será remetido por correio para a morada que o vencedor vier a indicar em email dirigido ao autor deste blogue.

Nota: Esta fotografia é da autoria da sua autora.