Tag Archives: muralhas

Outside The Wall.

Você também é um daqueles que não encaixa na parede que insistem em pôr-lhe à frente? / Are you also one of those that do not fit in the wall that is insistently put before you?

Do not feel weird; Jesus never fit also. And is He not the example to follow? / Não se sinta esquisito; Jesus também nunca encaixou. E, não é Ele o modelo a seguir?

Vocês também se tornaram pedras vivas, para Deus usar na edificação da sua casa espiritual. E são seus santos sacerdotes para, através de Jesus Cristo, lhe apresentar ofertas que lhe agradam. Como a Escritura o declara: Eis que ponho em Sião a principal pedra da construção, pedra de muito valor, cuidadosamente escolhida. Quem nela crer não será decepcionado. Sim, ele é, para vocês que crêem, algo de muito precioso; mas para os que o rejeitam, então: A mesma pedra que foi rejeitada pelos construtores tornou-se a pedra principal do edifício.
1 Pedro 2: 5-7 (1 Peter 2: 5-7)

A extraordinária importância da vuvuzela no futuro próximo de Portugal.

Vuvuzela GalpNão têm razão, nem o Daniel ao mandar calar as vuvuzelas, nem o Rodrigo ao ironizar o seu efeito sobre a Economia nacional. A distribuição das malditas cornetas pela GALP virá a revelar-se, em breve, um verdadeiro serviço público.

Porquê?

O Daniel não terá, certamente, considerado a grande utilidade (e o enorme impacto) que terá o uso das tonitruantes trombetas nas próximas manifestações de protesto contra o governo. Pode começar-se para já a treinar com os protestos contra as portagens das SCUTS, sugerindo-se, por exemplo, um sopro (tri-horário) organizado à porta do primeiro ministro.

O Rodrigo, por sua vez, não se terá lembrado que muito sopro bem orquestrado nos estridentes trombones conduzirá à queda deste governo. E, que melhor coisa que pode acontecer à Economia portuguesa neste momento?

Muralha de JericohPara aqueles que acham que o Antigo Testamento é um texto obsoleto, deixo aqui a seguir o vetero-testamentário exemplo do poder que uma acção deste tipo pode ter contra as fortificações do inimigo – mesmo quando o inimigo é um governo fortificado no poder.

Quando os sacerdotes, à sétima volta, tocavam as trombetas, Josué disse ao povo: «Gritai, porque o Senhor vos entrega a cidade. (…)
O povo gritou e os sacerdotes tocaram as trombetas. Mal o povo escutou o som das trombetas, fez ouvir um grande clamor e as muralhas da cidade desabaram; os filhos de Israel subiram à cidade, cada um pela brecha que tinha na sua frente e tomaram a cidade.

(Josué 6: 16 e 20)