Tag Archives: medo

A União Europeia está a cair aos bocados (Soapbox Opera).

Facto:
European shares fell on Wednesday to their lowest close in seven-weeks after dismal demand at a German bond auction sparked fresh debt crisis contagion worries

Análise de um gestor de peso nos mercados:
Richard Batty, strategist at Standard Life Investments, part of the Standard Life Group, which administers 196.8 billion pounds of assets, said the weak demand was a surprise.
“It is now getting to the stage where investors are becoming concerned about Germany paying more of the bill for the euro zone.

Análise de Ricardo Arroja sobre o mesmo assunto, no Insurgente:
o banco central alemão, que tem por hábito reter uma parte das suas emissões (que destina às suas próprias reservas), terá decidido, de acordo com a teoria especulativa do FT, ficar com um terço da sua emissão. Agora, porquê e para quê? …

Em suma, o Bundesbank está a preparar-se para o “default” das dívidas periféricas, para o desmembramento da zona euro e até, imagine-se onde isto pode chegar, para a falência do próprio BCE. …

Mais um aviso, claríssimo:

On Wednesday, Greece’s central bank also called on Mr. Samaras and other leaders of the new coalition government to step up the pace of reforms, warning that the country faced a disorderly exit from the euro.

Síntese final (A Sopabox Opera, do álbum Crisis? What Crisis? dos Supertramp):

I hear only what I want to hear
But, I have to believe in something
Have to believe just the one thing
I said, “Father Washington, you’re all mixed up
Collecting sinners in an old tin cup
Well, spare a listen for a restless fool
There’s something missing when I need your rules”

A ideologia ao serviço do poder.

Na versão “O papão da maioria de direita”.

.


Vi ainda outra Besta que subia da terra; tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão. …
E a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, marcou-os com um sinal na mão direita ou na fronte. E assim, quem não tivesse o sinal, o nome da Besta ou o número do seu nome não podia comprar nem vender.

Apocalipse 13: 11, 16-17

Dificilzinha, esta linguagem… Pois!

A caminho do socialismoEm vez de grandes explicações – arriscando a incompreensão ou, pior, a má compreensão – , dê-se um exemplo:

… com a mão esquerda tapou o retrato e com a mão direita botou a cruzinha onde devia votar. Vê? E é isso q você, meu amigo, irá fazer no próximo Domingo. Agarra no boletim de voto e, onde ler Partido Socialista, pranta-lhe a cruz no quadradinho. Vai ver q dormirá melhor.
… (aqui)

Se não tivesse lido não acreditava. Primarismo? Má-fé? Arterioesclerose? Como diz o povo na sua experimentada sabedoria, “quem o conheça que o compre”. Eu não conheço.

Notícia de invisibilidade seguida de citações sobre cobardes e cobardia.

Sócrates invisível em dia de greve
24/11/2010, DN Portugal
.

Os sapos que a NATO não consegue engolir.

Sapo asiático - Kaloula pulchraOs próximos Senhores do Mundo
.
Reviravolta esperada na Geo-Política Mundial no século XXI
.
Centro Europeu propõe criação de um G4 que substitua o actual G7. No clube dos 4 “grandes” entraria a China, a par da actual hiperpotência, os EUA, a União Europeia e o Japão. Um “choque” no 60º aniversário de Bretton-Woods.

O declínio do peso da actual “troika” que comanda os negócios e finanças do mundo e a ascensão da China e de outros países emergentes da Ásia e da América Latina, exigem uma revisão profunda da ordem geo-económica nascida em Bretton Woods em 1944. …

(o artigo completo aqui)

Quando a guarda pretoriana fala…

.
… o duunvirato não pode sentir-se seguro.
.
Nota: O vídeo é apenas um de entre vários reunidos pelo Paulo Guinote  sob o título O Estado Poupadinho. Ide ver, que vale bem a pena.
.
Curiosidades da História: Dos 111 Imperadores Romanos, 80 morreram  de morte violenta. 73 assassinados:  21 pelos soldados e 52 por outros indivíduos. Apenas 31 tiveram morte natural.

O   lmpério tornou-se um bem leiloado entre as legiões. 0 general que mais prometesse em donativos era proclamado pelas tropas. Mas, se outro acenava com maior soldo, era o eleito e assassinava-se o anterior. …
A corrupção era geral. Os desmandos de sucessivos governantes davam notório mau exemplo: matavam as seus antecessores, divorciavam-se constantemente, desfaziam-se dos próprios familiares através de crimes hediondos, sempre impunes, desfalcavam o erário público em extravagâncias, em completo desinteresse pela governação. (aqui)

Vox Populi

A voz do povo, a voz ao povo:

25.04.2009 – 11h37 – RT, Lisboa

À porta das escolas, não há polícias. Nas ruas não se vê nenhum. A criminalidade campeia. Mas quando há manifestações, sobretudo se forem a favor do 25 de Abril, logo verão que há polícias e muitos. Onde estava a polícia quando houve o esfaqueamentro na escola do Cacém, esta semana? Nem vivalma dela. Mas para punir 3 (bons) alunos de Penacova por Desobediência Civil no âmbito de um protesto contra o Estatuto do Aluno a GNR apareceu para mostrar que existe. Que é capaz de deter 3 quem sabe se futuros “perigosos comunistas ou aparentados” e há que pô-los na ordem já. Quando são pequeninos! Isto é vergonhoso e está a passar das marcas e o 25 de Abril não merecia isto. Hoje faz anos o 25 de Abril e mais do que nunca Portugal precisa de Abril, de virar de novo a página do país. Este regrediu demasiado em direcção ao 24 de Abril e isto está a tornar-se intolerável: miséria, criminalidade, individualismo cunhas, medo, tudo para o rico e nada para o pobre, corrupção, etc.., etc…. Chega!

 

25.04.2009 – 11h25 – Resistindo à ditadura maçónica, Poor Tugal

Olhá Ditadura!!!… Na Noruega ou na Dinamarca, os deputados vão de bicicleta para o trabalho, os ministros andam de táxi. Por cá, têm que ser escoltados pela GNR!

 

25.04.2009 – 11h24 – Paulo Santos, Fundão

Hehehe! Estes senhores do poder actual estão com medo de que o povo faça agora um novo 25 de Abril e tomam precauções para não deixar! Hehehe! É muito engraçado isto! Mas o povo gostaria de fazer agora um novo 25 de Abril para correr com essa corja toda, a do poder actual, daqui para fora! Corja essa, a actual, que o povo já percebeu que é muito pior do que a que foi corrida em 1974!

 

25.04.2009 – 11h20 – joaquim horácio serra leitao, coimbra

ou será que isto é mais um passo na escalada para uma ditadura que se aproxima a passos largos? e já agora com que base legal é que não se pode ser anarquista em portugal? Recordo que também era em nome da lei e da ordem que a psp e gnr actuavam antes do 25 de Abril, atribuindo as lutas a “agitadores profissionais a soldo de moscovo” como agora já não há moscovo, a polícia aperta a vigilância a grupos radicais pois. e assim o pessoal começa a ficar em casa, com medo da repressão e dos distúrbios, com os quais não concordo, mas devo recordar que muitas vezes são causados por proibições infundadas além de estarem por detrás provocadores interessados em lançar a confusão e levar as pessoas a gritar por ordem. foi também isso que levou ao fascismo já que aconteceu o mesmo na república.estas notícias vêm mesmo a calhar para fazer com que muitas pessoas tenham receio de se manifestarem. Tantos anos a comemorar-se o 25 de abril e só de há pouco é que se começa a falar em aumento de vigilância, distúrbios etc.não é ingénuo e não é para defender as liberdades conquistadas em 25 de Abril que têm vindo a ser subrepticiamente retiradas. e os radicais de direita não precisam de ser vigiados?

 

25.04.2009 – 11h15 – Atento, Lisboa

Eles, lá sabem o porquê !! Se dessem ao POVO, o que a maioiria dos que viveram o 25 de Abril esperavam, eles agora não andavam tão preocupados com os distúrbios , pois HOJE DEVERIA SER UM DIA FESTA e não um dia de violência, mas o POVO foi enganado e continua a ser, infelizmente.(ou cada POVO tem o GOVERNO que merece!!), talvez!!

 

Estes são alguns dos comentários (públicos) à seguinte notícia (do Público):

Polícia reforça vigilância por receio de distúrbios nas comemorações do 25 de Abril

25.04.2009 – 10h32 PÚBLICO

vigilancia 25 abril 2009

Em democracia a autoridade não se esconde

Só deve ter medo quem abusa da autoridade ou não tem legitimidade para o seu exercício.

Asae

“Correio da Manhã

Economia
2008-02-11 – 00:30:00

Riqueza: Declaração depositada no Tribunal Constitucional
Presidente da ASAE pede morada secreta

O presidente da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) é um dos 12 titulares de cargos políticos que solicitaram ao Tribunal Constitucional (TC), ao abrigo da lei que estabelece o controlo da riqueza dos titulares de cargos políticos, a ocultação parcial da sua declaração de rendimentos. Por força das funções desempenhadas na ASAE, organismo que tem estado no centro da polémica por causa do alegado excesso de zelo na fiscalização, António Nunes pediu, em Maio de 2006, à instituição então presidida por Artur Maurício para manter secreta a morada da sua residência e a viatura. E o pedido foi deferido. …”

Em democracia, quem tem medo de exercer funções de autoridade deve ser substituído.

***

Nota pós texto (1), a propósito de legitimidade democrática (ou da falta dela):

Os atentados ocorridos em Timor Leste ontem, domingo 11 de Fevereiro, eram previsíveis – diria mesmo inevitáveis. Para perceber porquê, basta ler estas duas notícias: (lamentavelmente, é preciso recorrer à imprensa brasileira para conseguir esta informação)

2ª “Midiacon News
Internacional
24 de Janeiro de 2008 – 17:55
Oposição exige demissão do primeiro-ministro do Timor Leste

Nota pós texto (2), a propósito de medo:

Trinta minutos antes da hora marcada, através de um fax “A Ministra da Educação fez saber que anulava a reunião que tinha agendada com a Escola de Música do Conservatório Nacional alegando falta de condições de trabalho”. Pode ler mais no Ideias Soltas, sob este título:

Ministra da Educação anula reunião com Conservatório Nacional