Tag Archives: manifestação

Sobre a importância de estar presente na manifestação de hoje, 26 de Janeiro.

Ainda que o momento (o timing, como é fino dizer agora) seja (e é!) péssimo e a Fenprof esteja (que está!) a politizar a manifestação (o que faz com que muitos imediatamente desejem afastar-se) é muito importante estar hoje presente no Marquês de Pombal às 3 horas da tarde para a manifestação em defesa da Escola Pública. Que quem me lê fique a saber que a luta pela Escola Pública não é dos professores, mas de todos aqueles cujos filhos se verão brevemente impossibiltados de continuar a estudar por incapacidade financeira. (veja também este artigo anterior)

Manifestação de 26 de Janeiro de 2013 - pela Escola Pública

… Don’t miss this: Engaging fellowship in the Spirit is the primary object of every measure we take against human government. How hard is it to realize a fundamental element in government’s campaign to rule all things is isolating each of us from the other? In isolation we are powerless to resist forced conglomeration. By taking a competing path to unity, we form a ‘de facto’ alternative government. The primary nature of our rebellion is counteracting that shift of power from the local to the central authority.
In political theory, it is widely recognized the definition of government is a monopoly of violent force. Every government is merely a conspiracy of folks seizing power over others, whether by actual violence or only threatening it. While a strong civil culture helps, at the bottom of every ruling power is the threat of force. When any entity, external or internal, threatens that power by exercising a competing violent force, that entity becomes a de facto government of sorts. It need not seek immediately the total control exercised by the official government, only a measure of control over certain elements of the circumstances. It’s competing for control, nothing more. … (transcrito daqui, subtítulo Weapons versus Weapons)*

*Se alguém precisar do texto acima traduzido basta solicitar na caixa de comentários e eu o traduzirei.

Bom conselho (do Chico).

15 de Outubro | Manifestação global | a Democracia sai à rua!

15 de Outubro: Manifestação global

Manter a chama*

Uma música fantástica de incitamento à acção.

.
The Fire Inside (Bob Seger)
Youre out on the town, safe in the crowd
Ready to go for the ride
Searching the eyes, looking for clues
Theres no way you can hide
The fire inside
.
.
*título copiado deste postal do blogue Movimento Mobilização e Unidade dos Professores.

A luta é bela..!*

Um modestíssimo contributo para a divulgação da bela luta dos professores pela dignidade profissional.

 

Os professores são modelos para a sociedade. Por extensão e inerência, a sua luta por uma escola pública democrática, uma gestão não-autoritária, uma avaliação profissional honesta e a substituição das políticas destrutivas do Ministério da Educação, é um modelo para todos os cidadãos oprimidos e violentados por este governo dito socialista.

 

Marcha profs 15Nov (grande)

 

O emblema (widget, badge, reminder ou o que lhe queiram chamar) aqui em cima foi construído sobre uma imagem vectorial para que possa ser ampliado sem perder qualidade e nitidez usando um editor de imagens ou um software DTP – programas de composição como, por exemplo, o Microsoft Publisher ou o Corel Draw.

Destina-se a chamar a atenção para a jornada de luta e protesto que os professores vão realizar no dia 15 de Novembro. Pode ser colocado em blogues ou sítios e permite uma impressão de alta qualidade em tamanho A4 (testado) e formatos maiores (não testado).

 

*título copiado deste postal do blogue Movimento Escola Pública.

MayDay, MayDay, é preciso limpar Portugal:

da hipocrisia, do oportunismo, da mentira, da exploração e de todas as porcarias afins.

É inegável que existe liberdade de expressão em Portugal. Pelo menos alguns dizem tudo o que lhes vem à cabeça.

Portugal é mesmo uma terra de oportunidades. Pelo menos alguns fazem tudo o que querem e sobra-lhes tempo para mais.

Em ambos os casos, basta que se faça parte da oligarquia política que detém o poder…

“Vitalino Canas, vice-presidente da bancada parlamentar socialista, afirmou esta quinta-feira que «caricaturistas irresponsáveis e fundamentalistas violentos estão bem uns para os outros».” (TSF Online, Caricaturistas e radicais «bem uns para os outros», 22:01/09 de Fevereiro 06)

“O porta-voz do PS defendeu hoje que as alterações à Lei Geral Tributária que possibilitam o levantamento do sigilo bancário aos contribuintes que reclamem de decisões do fisco conciliam os direitos dos cidadãos e o interesse público.” (Diário Digital, PS diz que alterações à Lei Geral Tributária são equilibradas, 30-07-2007 18:41:00)

“Vitalino Canas diz que a ministra (da Educação) tem feito bom trabalho, tendo “mostrado muita determinação, muita coragem e espírito de serviço público de defesa da escola púbica”, considera.” (RR Renascença, Informação, Vitalino Canas defende ministra, 28-02-2008 11:59)

“O porta-voz socialista Vitalino Canas disse ontem que “todos os objectivos” a que o Governo e o partido se propuseram foram alcançados, recusando no balanço de três anos de governação, “perder tempo” com o que se fez mal.” (TV Net, “Todos os objectivos do PS foram alcançados”, 2008-03-12 11:46 GMT)

É necessário mudar este ominoso presente para que haja um futuro melhor. É preciso fazê-lo pacificamente da única maneira possível para o povo (os pobres, os sem poder): ir para a rua exigir a mudança numa mega-manifestação, a maior manifestação que os instalados alguma vez terão visto.

É indispensável a participação de todos. Todos ao May Day no dia 1 de Maio. Informem-se agora mesmo.

Tomem a iniciativa sobre a Vossa própria vida, não deixem que Vos determinem um futuro sem Futuro. Venham fazer História, porque é assim que os humildes podem fazê-la e foi assim que sempre a fizeram.

Diz que é o ministro do trabalho…

e da Solidariedade Social!

“… No entanto, o responsável (o dito ministro) defende o direito do Estado a contratar a recibos verdes, desde que seja legal e por opção das duas partes. …” (TSF-Online, Legislação Laboral – Reforma terá como objectivo combate ao trabalho precário, 21:23 / 10 de Abril 08)

Revoltante, não é? Chegou a hora de mudar Portugal, mudando aqueles que o governam mal.

Ao povo (aos pobres, aos sem poder) só resta uma maneira de forçar a mudança: ir para a rua exigi-la numa enorme manifestação. Se todos participarem é possível juntar 500 mil.

É preciso participar no dia 1 de Maio na parada de precários May Day. Não fiquem em casa, tomem o Vosso destino nas Vossas próprias mãos. Informem-se agora.

Maio é o mês das mudanças sociais profundas e das lutas (vitoriosas) da juventude… pelo menos desde 1968 ;).

Isto não pode ser considerado normal!

A negação da realidade designa-se alienação.

“A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, afirmou «não ser relevante» a participação de «100 mil professores na marcha da indignação», em Lisboa, adiantando que o importante é «continuar a trabalhar para encontrar as melhores soluções», refere a Lusa. …” (no Portugal Diário, Ministra: 100 mil docentes na rua “não é relevante”, 2008/03/08)

clique na imagem

ministra da avaliação

“… À saída, a ministra disse ao DN que compreendia a “insatisfação” dos professores. Mas os números deixam-na “indiferente”. Quando confrontada com a grandeza da manifestação, que ultrapassou as perspectivas mais optimistas das organizações sindicais, a ministra da Educação referiu: “Cinquenta mil, cem mil…. se fossem vinte mil já eram de mais”. …” (no Diário de Notícias, Márcio Candoso e Pedro Marques, “50 mil, 100 mil… se fossem 20 mil já eram muitos”, 9 de Março de 2008)

Autismo, o que é?
É uma alteração cerebral que afecta a capacidade da pessoa comunicar, estabelecer relacionamentos e responder apropriadamente ao ambiente. …” (na Wikipédia)

“Lisboa – O primeiro-ministro José Sócrates desvalorizou ontem a manifestação de 100 mil pessoas que, na tarde de sábado, protestaram em Lisboa contra as mudanças na Educação e pediram a demissão da ministra, Maria de Lurdes Rodrigues. …” (no Jornal Digital, Sócrates desvaloriza número de manifestantes, 2008/03/10)

“Sobre a manutenção de Maria de Lurdes Rodrigues no Governo, Sócrates desfez as dúvidas: “A sua saída não está, nem nunca esteve, em causa.” E assim recusou a reivindicação dos cem mil professores da ‘Marcha da Indignação’, em Lisboa. …” (no Correio da Manhã, Sócrates segura ministra, 10 de Março de 2008)

“O primeiro-ministro, José Sócrates, disse hoje que mantém a confiança na ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, e na política em curso para o sector, apesar do protesto dos professores que levou cem mil pessoas ontem às ruas em Lisboa. …” (no Público, Ricardo Garcia, Sócrates mantém ministra e desvaloriza protesto dos professores, 09/03/2008)

clique na imagem

pop sócrates

“«O que me convence não é a força dos números. É a força da razão». O primeiro-ministro José Sócrates relativizou ontem a manifestação de 100 mil pessoas que, na tarde de sábado, contestaram nas ruas de Lisboa as mudanças na Educação e pediram a demissão da ministra. …” (no Jornal de Notícias, Gina Pereira, Sócrates não cede e segura a ministra, 10 de Março de 2008)

“A esquizofrenia é uma doença mental grave que se caracteriza classicamente por uma colecção de sintomas, entre os quais avultam alterações do pensamento, alucinações (sobretudo auditivas), delírios e embotamento emocional com perda de contacto com a realidade, podendo causar um disfuncionamento social crónico. …” (na Wikipedia)

“Razão é a faculdade de raciocinar, de apreender, compreender, de ponderar, de julgar; a inteligência. …” (na Wikipédia)

Que razão poderá invocar aquele que se encontra alienado?

“Alienação Mental (Glossário): (fr. aliénation mentale; ing. insanity). 1) Antigamente, designava qualquer estado de privação da razão: idiotia, imbecilidade, loucura. 2) Actualmente, designa uma perturbação mental que torna o indivíduo (alienado) incómodo ou perigoso para a sociedade e que é motivo administrativo e jurídico do seu internamento numa instituição para doentes mentais. Sin. de demência (2).” [no sítio Médicos de Portugal]

“A ACTIVIDADE LIBERTADORA DE JESUS

JESUS LIBERTA DA ALIENAÇÃO

31Desceu, depois, a Cafarnaúm, cidade da Galileia, e a todos ensinava ao sábado. 32E estavam maravilhados com o seu ensino, porque falava com autoridade. 33Encontrava-se na sinagoga um homem que tinha um espírito demoníaco, o qual se pôs a bradar em alta voz: 34«Ah! Que tens que ver connosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nos arruinar? Sei quem Tu és: o Santo de Deus!» 35Jesus ordenou-lhe: «Cala-te e sai desse homem!» O demónio, arremessando o homem para o meio da assistência, saiu dele sem lhe fazer mal algum. 36Dominados pelo espanto, diziam uns aos outros: «Que palavra é esta? Ordena com autoridade e poder aos espíritos malignos, e eles saem!» 37A sua fama espalhou-se por todos os lugares daquela região.” (Lucas 4)