Tag Archives: directa

Sabe que o povo também pode fazer leis? Iniciativa Legislativa de Cidadãos.

Participe: esta é uma rara oportunidade.

.
Logo ILC contra AO black (half up)Logo ILC contra AO black (half down)
.
É muito simples subscrever a ILC:

1º. Leia o texto da proposta de Lei clicando sobre a palavra LER na imagem acima.
2º. Descarregue o impresso de subscrição clicando sobre a palavra ASSINAR na mesma imagem.
3º. Preencha e assine o impresso de acordo com as instruções nele constantes.
4º. Envie o impresso preenchido pelo correio para o endereço lá indicado.

Nos termos da Lei da Iniciativa Legislativa dos Cidadãos não são permitidas assinaturas electrónicas e é necessário, para além da assinatura em papel, indicar nome completo, o número de identificação (B.I. ou Cartão de Cidadão) e também o número de Eleitor e a Freguesia e o Concelho onde se recenseou.
Se não souber o seu n.º de Eleitor ou os seus dados de recenseamento, aceda ao formulário do M.A.I. (aqui) e indique o seu nome ou Número de Identificação e data de nascimento.

.
Se gostou da imagem (com os  linques) que se encontra no início deste post, ou de alguma das que estão publicadas a seguir a este texto, contacte-me para o meu e-mail (zedeportugal@iol.pt) indicando a sua preferência em termos de cores e de tamanho (em pixels) e eu lhe enviarei na resposta o código html respectivo, com as imagens “optimizadas para a web” para colocar no seu sítio ou blogue.
Se copiar as imagens aqui publicadas, como irá verificar, elas não estão optimizadas e ficarão com um quadrado de fundo negro circunscrito ao círculo do logótipo propriamente dito.
Atenção: Embora eu, na qualidade de autor, forneça a imagem gratuitamente a pedido, ela está sujeita a copyright e não pode ser copiada e utilizada sem minha expressa autorização.
.
Logo ILC contra AO (dgrey)
Logo ILC contra AO (white)
.
Advertisements

« …: não se governa nem se deixa governar!» *

(…)
Uma última pergunta deve colocar-se aos portugueses, neste momento particular em que muitos se apercebem que o país tem sido muito mal conduzido: Querem poder governar-se, ou preferem continuar a ser (mal) governados por gente gananciosa e sem escrúpulos como tem acontecido?

(As verdadeiras e as falsas questões para se chegar à democracia, 23 Março 2010, no blogue Democracia Directa – V.C.)

.

*«Há, na parte mais ocidental da Ibéria, um povo muito estranho: não se governa nem se deixa governar!» – frase escrita no séc. I ou II a. C. por um general romano em serviço na Ibéria (seria o nosso Sertório?) em carta enviada ao Imperador. A autoria da frase passou mais tarde a ser atribuída a Caio Júlio César.

Iniciativa Legislativa dos cidadãos – II

Iniciativa legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico:

ILC contra o AO – press release

.

Leia também os textos relacionados:

Acordo Ortográfico: o que está em causa, no essencial

AC/DC

Participe aqui:

Não queremos o Acordo Ortográfico!

Esta é uma iniciativa do João Pedro Graça (JPG), autor do blogue Apdeites.

Iniciativa Legislativa dos cidadãos – I

Vamos lá então fazer política. (1)

.

Para ver e participar, s.f.f..

Monárquicos são incompatíveis com condomínios.

Finalmente, descobri porque é que os monárquicos moram sempre naquelas casas isoladas em grandes propriedades: é que eles não aceitam as formas de gestão em condomínio.

.

Condomínio - caricatura

 

(boas) Lições de Economia política – 1

Schumacher’s Teachings*

H. Bosh -The Pedlar (Homo Viator) - 1505

«Homo viator

“It is when we come to politics,” Schumacher insisted, “that we can no longer postpone or avoid the question regarding man’s ultimate aim and purpose.” If one believes in God one will pursue politics “mindful of the eternal destiny of man and of the truths of the Gospel”. However, if one believes “that there are no higher obligations”, it becomes impossible to resist the appeal of Machiavellianism—“politics as the art of gaining and maintaining power so that you and your friends can order the world as they like it”(2). Once one accepted that man was created by God with a designated purpose, politics, economics and art had value only for the end of helping man reach a higher plane of existence, which should be his goal (2).

By the end of the fifties Schumacher had reached the conclusion that man was homo viator (a pilgrim on a journey). He believed that it was the failure to recognize this fact which led to society’s ills (2).»

 

Tradução expedita:

Homo viator

“É quando chegamos à política”, insistiu Schumacher, “que não podemos continuar a adiar ou evitar a pergunta sobre o objectivo último e a derradeira finalidade do ser humano”. Se alguém crê em Deus irá seguir a política “atento ao destino eterno do Homem e das verdades do Evangelho “. No entanto, se alguém acredita “que não existem obrigações maiores”, torna-se impossível resistir ao apelo do Maquiavelismo – ” a política como arte da conquista e manutenção do poder, para que ele próprio e os seus amigos possam arranjar o mundo a seu bel-prazer”(2). Uma vez aceite que o Homem foi criado por Deus com um designado propósito, a política, a economia e a arte têm valor apenas pela sua finalidade de ajudá-lo a chegar a um plano superior de existência, o qual deve ser o seu objectivo (2).

No final dos anos cinquenta Schumacher tinha chegado à conclusão de que o homem foi [sempre] homo viator (um peregrino numa viagem). Ele acreditava que foi a incapacidade de reconhecer este facto que levou aos males da sociedade (2).

 

*na Wikipedia

Este texto foi também publicado aqui.

Não fique só a ver: jogue o jogo da democracia.

Vai continuar a deixar que um qualquer engenheiro sanitário de formação académica duvidosa decida o que é melhor para si para o seu país?

.

Sabe que não precisa de ser assim?
Sabe que há países onde os cidadãos têm, não só o poder de decidir sobre as suas próprias leis e sobre as grandes questões nacionais, regionais e locais, mas também a possibilidade de propor essas mesmas leis e questões por sua própria iniciativa, através de petições e abaixo-assinados?

Não fique a ver, não fique à espera. Comece já a participar com as suas ideias, aqui neste blogue (clique na imagem):

Logo do projecto Democracia Directa - Visão Cristão

São as ideias que, mudando as pessoas, mudam o mundo.

Acha que não sabe o suficiente sobre democracia directa? Descarregue os livros que foram postos à sua disposição no blogue, indicado acima, Democracia Directa – Visão Cristã.

Acha que a política é um jogo difícil? Que é só para aquela gente que se faz crer muito especial de modo a ocupar os lugares de poder? Então experimente jogar este jogo (e verá que não é assim):

Jogo Democracy2

Do you crave power? Could you do a better job of running the country than the people currently in charge? Are you sick of corrupt politicians making stupid decisions that benefit only themselves?

São as ideias simples que mudam o mundo para melhor

e não as acções dos poderosos e dos políticos corruptos que os servem.

.

Espalhe esta ideia: Democracia Directa- Visão Cristã

divulgando este endereço: http://democratadirecto.wordpress.com

utilizando esta imagem:

Logo do projecto Democracia Directa - Visão Cristão

e, se dispuser de tempo e vontade para o fazer e se sentir identificado com os princípios e objectivos, participe com as suas próprias ideias.

Todas as pessoas de boa vontade são bem vindas.

Os cidadãos têm que tomar em suas mãos aquilo que é seu por direito numa democracia: o poder de decidir sobre a forma de funcionamento do seu país e a sua forma de estar no mundo.

Nasceu um novo blogue.

A democracia directa do ponto de vista de um cristão.

 

Demcracia Directa - Visão Cristã

clique na imagem para o visitar