Tag Archives: desonestidade

Mais um título para Lisboa.

Depois de ter sido “eleita” a “melhor cidade europeia para escapadelas“, ou “melhor cidade europeia para viagens de curta duração” – conforme as versões jornalísticas -, Lisboa obtém mais um título, o de “cidade menos honesta do mundo“.

Carteirista lisboeta

Concluindo, Lisboa é o melhor destino da Europa para rapidinhas, digo, escapadelas ou estadias de curta duração mas… sempre com a mãozinha na carteira, pessoal. Esta é também, sem dúvida, mais uma vitória para António Costa.

(CA)Ah, o grande democrata do Blasfémias!

Após várias tentativas goradas de comentar no blogue Blasfémias – tentei em 2 ou 3 artigos diferentes, de autores diferentes e até experimentei usar um outro endereço de e-mail meu – posso concluir sem qualquer dúvida que os meus comentários são todos bloqueados naquele blogue.

Por coincidência, ou não, isto acontece logo a seguir a ter-me sido apagado [ou,  mais provavelmente, marcado como spam, tendo em conta os acontecimentos posteriores que relato em adenda no final deste texto] um comentário que se referia a este postal do postaleiro CAA, deixado na caixa de comentários do postal anterior, do postaleiro Gabriel Silva, porque o grande democrata postaleiro CAA deixa agora quase sempre os comentários fechados no que publica.

O comentário, muito curto, é bem fácil de reproduzir de memória e dizia muito aproximadamente o seguinte:

CAA será a abreviatura de Carlos Abrantes Amorim ou de Carlos Abreu Abrantes? Ele há gente que se presta a cada frete!

É caso para dizer, por analogia com o provérbio popular, que mais depressa se apanha um “democracaa” do que um coxo.

Adenda: Já depois de ter escrito, no dia 24 de Fevereiro do corrente, e deixado em rascunho o texto acima vieram a acontecer coisas ainda mais estranhas. Nos dias 26 e 27 de Fevereiro nenhum dos comentários feitos em blogues (gratuitos ou pagos) alojados na plataforma wordpress foram publicados, ao contrário dos comentários feitos em blogues alojados noutras plataformas (como a blogger ou a sapo). Sobre isto pedi de imediato esclarecimento aos serviços de suporte da wordpress. No dia 28 de Fevereiro esta situação foi resolvida e passaram a aparecer publicados os novos comentários feitos na generalidade dos blogues wordpress excepto no Blasfémias e no Insurgente(!).

O que impede Portugal de sair da crise económica? (3)

continuado daqui(1) e daqui(2)

1. A cultura da fraude.
1.3. Uma tentativa descarada de burla na formação.

O meu amigo de longa data Manuel é um experiente e competente maquetista virtual (veja anúncio na aba lateral esquerda deste blogue). Aliás, ele é bastante mais do que isso mas, nas suas próprias palavras, “o bando que lute pelos peixes mortos que os homens das redes deitam fora, que eu prefiro comer pouco mas voar em liberdade” – uma metáfora entre o mundo dos projectos de construção e uma determinada passagem do livro (ou cena do filme?) Fernão Capelo Gaivota.
Muito recentemente o meu amigo recebeu um e-mail com a extraordinária proposta de trabalho que consta do “print” seguinte:
(contendo, reparem, uma explicação detalhada da escala 1:10)

O “programa de trabalho” e o aspecto das “vitrinis” a que se refere o texto do e-mail vinham em anexo, em documentos originais do centro de formação Citex que a “cliente” do Manuel frequenta como aluna:

(clique nas imagens para as ver maiores)