Graça Moura (d)espoleta discussão sobre o (des)Acordo Ortográfico.

O novo presidente do Centro Cultural de Belém, apoiado pelo seu Conselho de Administração, conseguiu através de uma simples circular interna dando instruções aos serviços para não usarem o Acordo Ortográfico (AO), instantaneamente, aquilo que um movimento de cidadania com centenas de pessoas não havia conseguido em 3 anos de esforço: lançar a discussão pública alargada sobre a aberração linguística, legislativa e cultural a que chamaram Novo Acordo Ortográfico. Mais uma prova de que Portugal é uma falsa democracia e os portugueses sabem-no muito bem.

Os primeiros frutos desta discussão pública são já muito elucidativos. Em termos políticos, toda a bem-pensante (e bem-falante) pseudoesquerda portuguesa – que vem apelando à desobediência civil (e mesmo à insurgência violenta) desde que o presente governo tomou as primeiras medidas de restrição económica – saíu em defesa do cumprimento da resolução da Assembleia da República que impôs a aplicação do AO, acusando Graça Moura de crimideia num extraordinário exercício de duplipensar.

Por favor, dêem o vosso apoio a esta Iniciativa Legislativa de Cidadãos que pretende suspender a entrada em vigor do AO90 “para que sejam elaborados estudos complementares que atestem a sua viabilidade económica, o seu impacto social e a sua adequação ao contexto histórico, nacional e patrimonial em que se insere.” (artigo 1.º)

E, não são apenas alguns ‘doidos’ portugueses que lutam pela suspensão legal desta Aberração Ortográfica: os brasileiros também o fazem, usando instrumentos de democracia que não existem em Portugal.

3 responses to “Graça Moura (d)espoleta discussão sobre o (des)Acordo Ortográfico.

  1. Acho que o título deveria ser “espoleta” (desencadeia) e não “despoleta” (desarmar ou tirar fôlego).

    • Essa é uma outra discussão. Que se prolonga:
      http://linguamodadoisec.blogspot.com/2011/08/sobre-o-verbo-despoletar-ainda-e-sempre.html

      Como pode ver, o dicionário Priberam considera as duas hipóteses em sentido figurado:
      http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=despoleta

      Mas dou-lhe razão. Como me repugna usar palavras como “destrocar” ou “desinfeliz”, também não devo usar o “despoletar”. Já emendei, cortando e pondo entre parênteses o “d”. Não substituo a palavra porque considero esta discussão útil e esclarecedora.

      Nota: Não servindo de desculpa, explico que o mau uso que faço frequentemente – e sem pensar – da palavra “despoletar” radica na forma errada como a usava um mau instrutor militar: não para retirar a espoleta, mas para retirar a cavilha de segurança. O que era, obviamente, muito perigoso e se tornou agora, felizmente, apenas embaraçoso.🙂

  2. Maria Pitorro

    Finalmente mais um grande portugues a discordar do disparatado acordo ortográfico . Viva e em frente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s