Pecador (em pensamento) me confesso.

Ontem, sexta-feira, fui tomar café depois de almoço num lugar apinhado de gente. A televisão estava ligada mas, felizmente, o proprietário havia retirado o som. Enquanto esperava o serviço olhei o ecrã e o que se via era um sujeito de gravata vermelha a gesticular e a mover-se freneticamente de um lado para o outro atrás da governamental bancada da assembleia nacional.

Mesmo sem som (ou exactamente por isso?)  toda a pose do homem era profundamente provocadora. Então, subitamente, dei por mim a pensar que nada seria mais adequado àquele momento do que aquele tipo levar um forte murro na cara contorcida e cheia de esgares. Afinal, ele até é um admirador do regime da Venezuela.

Assustei-me um pouco com tão violento pensamento. Mas, logo me veio à ideia que, neste país dito dos brandos costumes, aquele fulano pode continuar a ter aquela atitude provocadora sem qualquer perigo de vir a ser agredido. Talvez… uma coisita mais branda?

Torta na cara

2 responses to “Pecador (em pensamento) me confesso.

  1. Quem sabe um dia ele não gesticula ao ar livre e um pombo lhe faça o jeito… (nesse dia diremos: se ao menos as vacas voassem!)

  2. LOL
    Em vez de um pombo, gostaria mais de imaginar uma gaivota na situação…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s