A enorme clientela do estado socialista e a depredação da nação.

Roman Cursus HonorumSó agora houve, aqui no jardim, disponibilidade para mondar comentar os resultados deste “barómetro mensal da Eurosondagem para a Renascença, SIC e Expresso”, trazido ao nosso conhecimento pela sempre atenta e informada Helena Matos, através deste postal no blogue Blasfémias.


De acordo com o barómetro mensal da Eurosondagem para a Renascença, SIC e Expresso, o Partido Socialista foi o único que subiu nas intenções de voto.
O Verão correu bem ao PS, que sobe pelo segundo mês consecutivo. Os socialistas ultrapassam o PSD e regressam à liderança nas intenções de voto, o que não acontecia desde Maio.

Após todo este tempo no poder e todas as malfeitorias perpetradas, este resultado do partido socialista só pode ter uma de três explicações possíveis:

1. A sondagem está viciada.
Apesar de todas as limitações decorrentes do método utilizado e do período escolhido (ver a ficha técnica da sondagem no final da notícia), não é muito plausível que haja vício deliberado dos resultados.

2. Os portugueses ensandeceram de vez.
Seria praticamente impossível um tão grande número de pessoas ter aparvalhado simultaneamente – mesmo com recurso às mais elaboradas teorias da conspiração .

3. A clientela do partido socialista no poder é esta – 1/3 dos eleitores deste país, descontados os 10% de “rolhas” que estão sempre ao lado dos que… estão por cima.
Hum! Esta hipótese é bastante mais plausível – tendo em consideração o significado da palavra clientela em política.

Esta é, aliás, também uma excelente explicação para a delapidação acelerada da “fortuna do patrono”, neste caso a dívida pública do Estado. É que não há fortuna que aguente, não há dinheiro que chegue, para tanto cliente, mesmo explorando e taxando altamente todos os outros.

One response to “A enorme clientela do estado socialista e a depredação da nação.

  1. Em cheio na mouche!
    E como está demonstrado, nada de novo na História da Humanidade: tal como na Roma Antiga, os clientes servem os mais ricos em troca de protecção – ou seja, os oportunistas votam em quem lhes proporciona mais benesses.
    E nós cá estamos para pagar impostos, sobre-impostos, taxas, multas e tudo o mais de que eles se possam lembrar – para poderem continuar a proteger os seus clientes!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s