São os que temos, ou somos nós que os escolhemos?

N.º2 da série: Os portugueses serão masoquistas?

 

Socrates furiosoCavaco furioso

 

Os ingleses e os franceses usam apenas um verbo para significar tanto o ser como o estar – être e to be, respectivamente.
Os portugueses, não obstante usarem dois verbos diferentes, continuam a confundir o ser com o estar (e, também, o ser com o ter, mas isso é toda uma outra conversa).

Ser sério (honesto, de confiança) não é a mesma coisa que estar sério (não se rir). A riquíssima língua portuguesa tem uma designação própria para quem nunca se ri: mal-encarado.
.
E, já agora que vem mesmo a propósito, ser e parecer também não são a mesma coisa.
.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s