As mensagens propagandísticas pouco felizes,

têm sido uma constante neste tempo de campanhas eleitorais.

Nunca baixamos os braços

Não apetece mesmo perguntar: – Então como é que atam os sapatos?

O erro está na utilização da palavra “nunca”. Deveriam ter escrito simplesmente: “Não baixamos os braços”.

A incompetência fica sempre muito cara – e isto também se aplica à publicidade mal feita.

3 responses to “As mensagens propagandísticas pouco felizes,

  1. Parabéns óptimo raciocínio.
    Abraço
    TALINA

  2. Pois… é caso para desabafar: andam-se a formar especialistas para ficarem todos no desemprego e depois… dá nisto!
    Os amadores “especializados”, com “competentes” cunhas saem-se com estas e outras, piores… Portugal no seu melhor!

  3. Está bem visto. Li há tempos no Público uma crónica precisamente sobre este género de erros em que ao se dizer “não faço isto” já se está precisamente a considerar a hipótese de “se fazer isso”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s