Não ao Tratado de Lisboa – Europa Libera

Estarão os povos das Ilhas Britânicas predestinados para ser o último reduto da liberdade e da democracia na velha Europa?

“… Em Julho de 1936 (Hitler) assinava um pacto com a Áustria… . A Alemanha reconhecia a total independência da Áustria, que, por seu lado, se proclamava «Estado Alemão»… . Estas cláusulas do pacto eram voluntariamente obscuras, sujeitas a diversas interpretações. Os Austríacos agarravam-se à garantia da sua independência… . Algumas semanas mais tarde, a Áustria teve, apesar de tudo, o seu referendo, mas um referendo nazi. …99,37% dos eleitores aprovaram o «regresso ao Reich»… Os ocidentais indignaram-se muito com o que se passava, mas, afinal de contas, «não eram os austríacos alemães?…» …”*

E nós? Não seremos todos Europeus?

“… Winston Churchill … na Câmara dos Comuns, a 14 de Março (de 1938): … A Europa encontra-se perante um programa de agressão cuidadosamente preparado e planeado, que se executa etapa por etapa. Só nos resta uma escolha, a nós e aos outros países: ou submeter-nos como a Áustria, ou então tomar, enquanto é tempo, medidas eficazes para afastar o perigo e, se for impossível afastá-lo, triunfar sobre ele. …”*

A única Europa que pode construir-se e existir em paz é a Europa dos cidadãos. Só os estultos nada aprendem com a experiência alheia e passada.

A liberdade, a soberania e a independência são difíceis de conquistar e mais difíceis ainda de manter. Contudo, devem ser muito importantes já que tantos deram as suas vidas por elas. Tenhamos a coragem de fazer alguma coisa para as não perder nas nossas vidas e, especialmente, nas vidas dos nossos filhos. Participe e divulgue esta acção:

Os Irlandeses são a voz de todos os cidadãos da Europa

Nós somos cidadãos livres e orgulhosos de países europeus livres e soberanos. Nós, e os nossos bens, podemos circular livremente por todos os outros países europeus soberanos. Nós não precisamos de ser cidadãos de um único e militarmente poderoso Estado federal europeu. NÓS NÃO QUEREMOS TORNAR-NOS CIDADÃOS DOS ESTADOS UNIDOS DA EUROPA. O que torna a Europa grandiosa não é a uniformidade dos europeus mas, ao contrário, as suas diversidade e diferenças.

Já agora (que está com a mão na massa) assine também esta petição:

Vote NO referendum petition

Pós-texto (em actualização):

Agradeço a generosa ajuda aos:

– Henrique Sousa, autor do Hora Absurda IV, que traduziu o manifesto para alemão.

– António Garcia, autor do Yo y NingunOtro, que o traduziu para espanhol.

– Ao casal Oege e Wynande, que o traduziram para holandês.

Agradeço, também a prestimosa divulgação feita pelos blogues:

Comadres, Compadres & Companhia, pela mão da Curiosa.

Apdeites, pelo seu autor JPG.

A Imagem da Paisagem, pela sua autora am.ma.

A Alma Pátria – Pátria Alma, por intermédio do Vítor Carvalho.

*GRIMBERG, Carl, História Universal – O mundo contemporâneo, vol. 20, Publicações Europa-América, Lisboa, 1969, p. 29, 32 e 33.

4 responses to “Não ao Tratado de Lisboa – Europa Libera

  1. Já comentei e já assinei a petição. Obrigada Zé por esta iniciativa, por nos dar a oportunidade de dizer que não queremos este tratado, mesmo que não tenhamos direito a referendo. Assim os Irlandeses possam dar voz à multidão de Europeus, de todos os Países, que se sentem traídos pelas manigâncias dos respectivos políticos.

  2. Parabéns pela iniciativa. Fez-me despertar, obrigada.
    Oxalá, a esperança que reside nos Irlandeses, dê bons resultados.

  3. Perdona que comente en castellano, pues mi dominio de idiomas (inglés, francés, español y neerlandés) me permite comprender perfectamente tu portugués, pero por supuesto no escribirlo sin hacer el ridículo, lo cual por tanto evito.
    Me he animado por como has empezado este post “En julio de 1936 Hitler firmaba un pacto con Austria…
    Ay, la vieja Europa que está por repetir errores…
    Ayer mismo me encontraba correlando datos sobre el presente proceso de ratificación para taparle la boca a alguno de los exaltados del SI al Tratado Modificativo, que estaba alardeando de que ya habían ratificado 14 países (de los 27, es decir… supuesta victoria porque van la mitad más uno -si no contamos con que alguno de esos procesos sólo se ha completado parcialmente-), y me doy cuenta de lo siguiente:
    Después de que el pueblo dijera que NO en el 2005, en neo-gobierno de Vichy frances, con su presidente-cleenex títere TzarCozy ha sido el primero en firmar la rendición del pueblo por decreto. Pero… fijate cómo se reinventa la vieja Europa… el primero de los viejos paises de Europa que se suma a este nuevo intento de instaurar un imperio es… ¡AUSTRIA!
    Ningún otro pais de los que han ratificado ya por vía parlamentaria lleva más de 4 años en la Comunidad Europea. Estos firmaron, primero porque tienen aún frescas las presiones e influencias de las cúpulas dirigentes europeas con las que negociaron su adhesión, y segundo porque no tienen un patrimonio y una reputación europea que salvaguardar del ridículo en el caso de que toda la maquinación se fuera otra vez al traste por un NO rotundo en el referendo irlandés.
    No creo que ningún pais con pedigrí europeo se atreva a ratificar antes de que se conozcan los resultados del Referendum irlandés.
    NOSOTROS TENEMOS QUE AYUDAR A LOS IRLANDESES, ¡COMO SEA!, para que tampoco se atrevan después del NO. Y cualquier cosa que queramos hacer tiene que influir en los irlandeses ANTES DEL 12 DE JUNIO.
    Manos a la obra, que somos muchos (casi 450 millones, y si nos lo proponemos… ¡PODEMOS!
    Mas info en http://www.cecri.info (francés), ningunotro.blogsome.com (español).

  4. Seria lindo se os irlandeses dessem uma lição aos eurocratas. Até dia 12 tenho esperança, depois resta a Inglaterra e uma tentatia de persuadir a câmara dos Lordes, mas é uma hipótese remota e discutivel.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s