Um Ministro da Cobrança de Impostos,

porque nas finanças não acerta… com mais ninguém (excepto um*).

O que dizem os outros:

“ 08/01/2008

Público

Banco de Portugal revê crescimento deste ano em baixa

Por Sérgio Aníbal

O Banco de Portugal reviu hoje em baixa a previsão de crescimento económico para este ano. No boletim económico de Inverno agora publicado, a estimativa de variação do PIB português é de dois por cento, um valor que fica abaixo dos 2,2 por cento previstos no Verão e que ainda agora são o resultado antecipado pelo Governo. …”

“ 22/01/2008

Correio da Manhã

Mercado: Segunda-feira negra

Crash aterroriza Bolsa

António Sérgio Azenha / Lusa

Com o aumento dos receios de um abrandamento da economia europeia e norte-americana em 2008, João Queiroz admite que a actual situação nas Bolsas “dependerá dos resultados trimestrais das empresas dos Estados Unidos e europeias”. Segundo este especialista, “no global, todos os investidores que têm apostado nos títulos do PSI 20 são mais penalizados”, ainda que “a deslocalização dos investimentos para produtos como warrants e mercado de futuros permita amenizar as perdas nas acções”. …”

“ 22/01/2008

Jornal de Negócios

Abrandamento dos EUA ameaça crescimento económico na Europa

Ana Luísa Marques

Os ministros das Finanças da União Europeia (UE) estão preocupados com os impactos da crise financeira e do abrandamento dos Estados Unidos na economia europeia. Os membros do Ecofin admitem rever em baixa as previsões de crescimento para 2008.

“Há uma grande preocupação relativamente à actual crise financeira”, disse o ministro das Finanças belga, Didier Reynders, hoje em Bruxelas. “Existe o risco de abrandamento económico na Europa”, acrescentou o governante.

Já o ministro das Finanças do Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, afirmou que as previsões económicas para a Europa vão ter que ser revistas em baixa. …”

“ 23/01/2008

Jornal de Notícias

Crescimento da economia europeia está em risco

Ana Paula Lima (*)

Ao cortar o preço do dinheiro em 0,75 pontos percentuais, a FED deu sinais de estar a tentar travar uma crise financeira interna grave, o que levou as instituições financeiras europeias a admitir alterar as previsões para a economia da Europa. Os ministros da Finanças da União Europeia, reunidos ontem no Ecofin, manifestaram a sua preocupação com a situação da economia norte-americana e admitiram rever em baixa as previsões de crescimento para 2008. …”

“ 23/01/2008

Diário Económico

Portugal vai ser afectado pela crise internacional

O Presidente da República e o Governador do Banco de Portugal confirmaram ontem: a economia vai ser prejudicada pela crise financeira e a recessão nos EUA.

Bruno Faria Lopes

…”

“ 24/01/2008

Jornal de Negócios

Crescimento da Zona Euro vai ser inferior ao previsto pela UE

Ana Luísa Marques

Joaquin Almunia, comissário dos Assuntos económicos da União Europeia, afirmou esta manhã, em Davos, que o crescimento da economia da Zona Euro vai ser inferior ao previsto pela Comissão Europeia devido ao abrandamento dos Estados Unidos. …”

O que diz o Ministro dos Impostos:

“ 22/01/2008

Correio da Manhã

Mercado: Segunda-feira negra

Crash aterroriza Bolsa

António Sérgio Azenha / Lusa

O ministro das Finanças considerou ontem, em Bruxelas, que as quedas nos mercados financeiros já eram “de alguma forma esperadas” e significam uma “clarificação” que poderá traduzir-se num “novo arranque”. Teixeira dos Santos não ficou surpreendido com a “reacção dos investidores” à divulgação em 2008 dos resultados negativos dos bancos envolvidos na crise no mercado de crédito imobiliário de alto risco nos Estados Unidos. E frisa que à medida que desaparecem as “incertezas” sobre quais são as entidades e os montantes das perdas, isso também significa uma “clarificação para o mercado”. “Podemos ter um novo arranque agora com informação um pouco mais clara e com menos incertezas quanto a essa realidade que era a exposição e o montante dos prejuízos que esses bancos podiam registar”, afirmou o ministro. …”

O que diz o único* que concorda com ele (esse grande “resistente” da pátria):

“ 21/01/2008

TSF online

Sócrates diz que o essencial é «resistir» às adversidades

O chefe de Governo português continua a apostar numa mensagem de optimismo.

«Mais uma vez é preciso reagir com confiança e segurança. Estou aqui para resistir a todas essas mensagens negativas, porque o país precisa de confiança em si próprio», afirmou José Sócrates.

O primeiro-ministro considerou ainda que a economia portuguesa está melhor preparada actualmente do que no passado para ultrapassar obstáculos. …”

Em que planeta viverão eles?

Voando sobre um ninho de cucos

Por vezes, é difícil distinguir a linha divisória entre o optimismo e a idiotia, entre a realidade e a alienação. Mais para alguns do que para outros, para dizer a verdade…

Resta-nos esperar em palavras mais seguras:

“… 10Encontrando-se Jesus à mesa em sua casa, numerosos cobradores de impostos e outros pecadores vieram e sentaram-se com Ele e seus discípulos.

11Os fariseus, vendo isto, diziam aos discípulos: «Porque é que o vosso Mestre come com os cobradores de impostos e os pecadores?»

12Jesus ouviu-os e respondeu-lhes: «Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. 13Ide aprender o que significa: Prefiro a misericórdia ao sacrifício. Porque Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.» …” (Mateus 9)

One response to “Um Ministro da Cobrança de Impostos,

  1. A analogia entre o que se passa neste país e o “Voando sobre um Ninho de Cucos” é uma bela metáfora – e diz muito! – e diz tudo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s